Categorias
Notícias dos Sindicatos

Fetraf RJ/ES parabeniza o Sindicato dos Bancários de Angra dos Reis e Região pelos seus 33 anos

A Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro dos Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo (Fetraf RJ/ES), parabeniza o Sindicato dos Bancários de Angra dos Reis e Região, pelos 33 anos de fundação, completados nesta quarta-feira, 28 de julho.

Desde 28 de Julho de 1988, o Sindicato representa a categoria bancária nas regiões de Angra dos Reis, Itaguaí, Mangaratiba, Paraty e Seropédica.

Neste tempo, a entidade sindical participou de conquistas marcantes para a categoria e se mantém atuante no cenário político, econômico e social.

Para Nilton Damião Esperança, Presidente da Fetraf RJ/ES, “é um orgulho ter o Sindicato de Angra e Região em nossa Federação. Um Sindicato de lutas e respeitado por toda sua base. Vida longa e parabéns.”

Categorias
Notícias dos Sindicatos

Sindicato dos Bancários de Macaé e Região completa 30 anos

Em 25 de julho de 1991 fundava-se, na cidade de Macaé (RJ), o Sindicato dos Bancários de Macaé e Região. A entidade passaria a representar a categoria bancária nas cidades de Macaé, Conceição de Macabu, Carapebus e Quissamã, começava ali um ciclo de grandes lutas em defesa de toda a categoria bancária de nossa região.

No ultimo domingo, 25 de julho, a entidade completou 30 anos de existência e em defesa dos direitos dos trabalhadores bancários(as).

O Sindicato agradece imensamente a todas as diretorias que fizeram e fazem parte dessa linda história, reafirma o compromisso com toda a categoria de prosseguir com a Luta pela manutenção e preservação dos direitos trabalhistas conquistados ao longo dessa jornada de 30 anos de existência e informa que ainda trava uma intensa luta com todo um sistema que ainda não atendeu e entendeu que somente a vacina pode salvar vidas.

Por fim, a Diretoria 2020/2024 reafirma o compromisso de estar sempre aonde esteve, ao lado dos bancários e bancários de sua base, preservando o emprego a renda, direitos trabalhistas e principalmente o direito à vida.

Confira algumas fotos do Sindicato:

Categorias
Notícias dos Sindicatos

Sindicato dos Bancários do Espírito Santo cobra resposta do Itaú sobre denúncias de assédio moral

Nesta última quinta-feira, 22, diretores do Sindicato dos Bancários do Espírito Santo se reuniram com os representantes das Relações Sindicais do Banco Itaú para cobrar resposta sobre as denúncias de assédio moral recebidas pelo Sindicato e já apresentadas ao banco. Cobrança de metas, contínuas ameaças de demissão, exposição e humilhação de empregados e imposição de prazos inatingíveis para alcance de resultados são as principais práticas de assédio moral que estão sendo cometidas por representante regional do Itaú no Estado e denunciadas ao Sindibancários/ES.

Participou da reunião a comissão do Sindicato formada pelos diretores Mônica  Cristina Paes, Alcendino Anderson (Sãozinho), Idelmar Casagrande e Carlos Pereira de Araújo (Carlão). Os diretores também reivindicaram que o Itaú se manifeste sobre as graves consequências dessas condutas abusivas que têm adoecido bancários, levando alguns a situações extremas. São gerentes, agentes comerciais, assistentes de gerentes, entre outros, que relatam situações abusivas e de muita pressão na forma como o gestor regional atua.

Além disso, os bancários denunciaram que foram pressionados até mesmo a descumprir o decreto do governo estadual que restringia o atendimento dos serviços bancários durante alguns períodos da pandemia da Covid 19, sendo obrigados a atender todos os clientes e até a vender produtos.

“Desde o ano passado, temos denunciado e cobrado do Itaú medidas efetivas para o fim desse tipo de gestão opressora. Os empregados do banco estão trabalhando sob pressão extrema, que tem levado muitos ao adoecimento mental e físico. Na reunião, a resposta do banco foi que precisa de mais tempo para apurar as denúncias. Esperamos que faça isso rapidamente e que tome as providências necessárias.”, enfatiza o diretor do Sindibancários/ES, Carlos Pereira e Araújo (Carlão).

Fonte: SEEB Espírito Santo

Categorias
Notícias dos Sindicatos

Nota de Falecimento

A Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro dos Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo (Fetraf RJ/ES) lamenta o falecimento do companheiro José Carlos da Silva Leite, ocorrido na última terça-feira, 20 de julho, devido a uma grave enfermidade estomacal.

Zé, como era carinhosamente chamado e conhecido, era bancário aposentado do Banco Real/Santander e foi Diretor do Sindicato dos Bancários de Angra dos Reis e região por diversos mandatos.

Nossa solidariedade aos familiares e amigos.

José Carlos, presente!

Categorias
Notícias dos Sindicatos

Sindicato dos Bancários do Espírito Santo realiza plenária para discutir Saúde Caixa

Na próxima quarta-feira, 14, às 19h, o Sindicato dos Bancários/ES realiza uma plenária para discutir o Saúde Caixa. Para debater o assunto, o Sindicato convidou Leonardo Quadros, da Apecef/SP, que integra o Grupo de Trabalho (GT) do Saúde Caixa e a Comissão Executiva dos Empregados (CEE/Caixa); e Edmar Martins, do Conselho de Usuários do Saúde Caixa.

Para Lizandre Borges, diretora do Sindicato e membro do CEE/Caixa, a plenária é uma boa oportunidade para os empregados e as empregadas da Caixa entenderem a quantas anda a discussão no GT que vai definir um novo modelo de custeio e gestão para o Saúde Caixa. “É muito importante participar da plenária. Vamos ter na mesa dois convidados que estão acompanhando passo a passo as discussões desse novo modelo”.

GT na reta final

A dirigente enfatiza que o GT, que iniciou as discussões em janeiro deste ano, vai chegando na reta  final. No dia 31 de julho, o GT fecha a proposta (ou as propostas) de custeio e gestão do plano, que será submetida à mesa permanente de negociação e, em seguida, levada à votação dos beneficiários que decidirão, até 31 de agosto, se aprovam ou não o novo modelo. A proposta aprovada entrará em vigor a partir de 2 de janeiro de 2022.

“Esse é um momento decisivo para o Saúde Caixa. O que já podemos adiantar é que a direção da Caixa está impondo um modelo de custeio e gestão balizado na CGPAR 23. Um modelo que contraria os princípios basilares do Saúde Caixa que sempre defendemos: custeio 70/30, solidariedade, mutualismo e pacto geracional”, assinala.

“Não podemos abrir mão dessas primícias que caracterizam o Saúde Caixa como um plano de autogestão. Não queremos um plano comercial, construído a partir da CGPAR 23, que implicará na exclusão de vários associados que não terão mais como bancar o valor da mensalidade. A médio prazo essa perda sistemática de associados irá comprometer a sustentabilidade do plano e, em mais à frente, decretar o seu fim”, adverte.

Lizandre reitera o convite: “Participem da plenária do próximo dia 14 para tirar todas as  dúvidas. E com unidade e informação que poderemos organizar uma grande mobilização em defesa do Saúde Caixa que queremos”.

Anote aí!
Próxima quarta-feira (14), às 19h00
Clique aqui para participar da plenária

Fonte: SEEB / ES

Categorias
Notícias dos Sindicatos

Aprovada urgência na tramitação de projeto que barra a CGPAR 23

Nesta quinta-feira, 8 de julho, a Câmara dos Deputados aprovou, com 354 votos a favor e 20 votos contra, o requerimento de urgência na tramitação do Projeto de Decreto Legislativo 956/2018, de autoria da deputada federal Érika Kokay (PT-DF), que susta os efeitos da resolução 23 da Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da União (CGPAR).

Em entrevista concedida à Contraf-CUT, a deputada Erika Kokay explicou os motivos pelos quais a CGPAR 23 deve ser barrada.

“Uma resolução não pode se contrapor ao regramento legal. Ela é absolutamente abusiva e ilegal. A CGPAR 23 busca retirar direitos e desconstrói ou enfrenta os contratos de trabalho”, disse a deputada. “Entramos com um projeto de decreto legislativo para impedir que esta resolução venha a solapar direitos dos trabalhadores”, completou a deputada.

Com a aprovação do regime de urgência, o PDC 956/2018 deve ir à votação na Ordem do Dia da sessão deliberativa seguinte, mesmo que seja no mesmo dia.

*Com informações da Contraf-CUT

Categorias
Destaque Notícias da Federação Notícias dos Sindicatos

Fetraf RJ/ES e Sindicato dos Bancários de Macaé negociam com a Cassi, atendimento de qualidade para os trabalhadores

A Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro dos Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo (Fetraf RJ/ES), juntamente com o Sindicato dos Bancários de Macaé e Região, vem negociando com a Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Brasil (Cassi), maior operadora de autogestão em saúde do país, para que bancárias e bancários tenham acesso a um atendimento hospitalar de qualidade, já que é praticamente inexistente este serviço na região.

Não é a primeira vez que o movimento sindical reivindica estas melhorias para os trabalhadores e seus familiares.

Após as últimas tratativas, surgiu a informação de que a Cassi e o grupo D’Or estariam negociando para que a categoria bancária seja atendida pela Unimed, com a inauguração de uma nova estrutura hospitalar, prevista para outubro de 2021.

PANDEMIA

Desde que começaram os primeiros casos de coronavírus no Brasil, a Fetraf RJ/ES e seus Sindicatos dos Bancários filiados vem negociando com os bancos, uma série de medidas para resguardar a saúde dos bancários e de suas famílias.

Mas, com a volta dos atendimentos presenciais na maioria dos bancos, voltamos a ter casos confirmados.

Em Macaé, recentemente, um funcionário foi diagnosticado com Covid-19. O bancário procurou atendimento próximo, mas sem sucesso. Foi transferido para a capital do Rio de Janeiro.

O caso reforça a importância de um atendimento hospitalar de excelência na região.

O Presidente da Fetraf RJ/ES, Nilton Damião Esperança. acredita num bom desfecho das negociações: “Pedimos à Cassi que analise com a devida atenção esta situação. Além das bancárias e bancários do Banco do Brasil, seus familiares também seriam contemplados com a realização da assinatura dos convênios anunciados. A pandemia não acabou e ainda requer bastante cuidados.”

Paulo Alves Junior, Presidente do Sindicato dos Bancários de Macaé e Região, também vem se reunindo com os prefeitos dos municípios que compõem a base da entidade, solicitando mais rigor nos protocolos de segurança contra a Covid-19 e prioridade na vacinação para bancários e bancárias, já que estão na linha de frente desde o início da pandemia.

A Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro dos Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo não poupará esforços para que esta situação seja resolvida.

Categorias
Notícias dos Sindicatos

Bancária do Itaú é reintegrada pelo Sindicato dos Bancários da Baixada Fluminense

Na manhã desta quarta-feira, 30 de junho, mais uma bancária foi reintegrada pelo Sindicato dos Bancários da Baixada Fluminense. Desta vez, uma bancária do Banco Itaú.

A bancária Liliane Balbino da Silva teve suas funções restituídas, através de decisão da 1a Vara do Trabalho de Queimados. A reintegração ocorreu na agência localizada na Praça Nossa Senhora da Conceição.

O resultado exitoso é decorrente do trabalho dos Departamentos Jurídico e de Saúde do Sindicato dos Bancários da Baixada Fluminense.

Liliane foi demitida em plena pandemia do novo coronavírus, contrariando um compromisso firmado pelos grandes bancos com a categoria bancária de não demitir durante a pandemia. A bancária também obteve o benefício previdenciário na modalidade B-31, auxílio doença, durante a projeção do aviso prévio. Caracterizando que estava inapta, quando houve a demissão.

É imprescindível que as bancárias e os bancários, logo que saibam de suas demissões, procurem atendimento no Sindicato. O contato imediato, após o desligamento, é fundamental para que a reintegração tenha sucesso e ocorra com rapidez.

IMPORTANTE

Em caso de demissão, a orientação é para que o bancário ou bancária entre em contato imediatamente com o Sindicato.

SINDICALIZE-SE

Fonte: SEEB – Baixada Fluminense / RJ

Categorias
Notícias dos Sindicatos

Sindicato dos Bancários de Macaé e Região solicita esclarecimentos ao Bradesco 

O Sindicato dos Bancários de Macaé e Região solicitou esclarecimentos ao Banco Bradesco, após a instituição bancária retirar as portas giratórias e dos seguranças da agência 7014 (Alto Cajueiros), sob a alegação de que seriam apenas agências de negócios.

O Sindicato questionou tal atitude, na expectativa de obter informações acerca da legislação que respalda tal prática.

De acordo com a Lei nº 7.102/83, é vedado o funcionamento de qualquer estabelecimento financeiro onde haja guarda de valores ou movimentação de numerário, que não possua sistema de segurança com parecer favorável à sua aprovação, elaborado pelo Ministério da Justiça.

Fonte: SEEB Macaé e Região 

Categorias
Notícias dos Sindicatos

Sindicato dos Bancários da Baixada Fluminense espalha outdoors que pedem prioridade na vacinação para bancários

O Sindicato dos Bancários da Baixada Fluminense espalhou diversos outdoors pelos municípios da região neste mês de junho. Neles, o Sindicato reivindica a prioridade na inclusão da categoria bancária na vacinação contra a Covid-19.

As ações ocorrem logo após a Câmara dos Deputados aprovar o projeto que estabelece prioridade na vacinação contra a Covid-19 para bancários e bancárias. Antes disso, um ofício foi entregue ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

O Projeto de Lei (PL) 1011/2020 trata da inclusão de categorias profissionais essenciais no Plano Nacional de Imunização (PNI) para a vacinação contra a Covid-19 e foi aprovado com a emenda de redação que incluiu a categoria bancária no PNI.

Agora, o PL vai para votação no Senado e, em caso de aprovação, vai para a aprovação do presidente.

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), compilados pelo Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese), mostram que a categoria bancária registrou um crescente número de encerramento de contratos de trabalho por morte, seguindo uma tendência similar aos casos de óbitos desde o início da pandemia do novo coronavírus.

A inclusão da categoria como prioritária na vacinação foi produto de um processo de lutas e com pressões das entidades sindicais.

*Confira mais fotos nas redes sociais do Sindicato.

Fonte: SEEB Baixada Fluminense