Categorias
Notícias da Federação

“Encontro Interestadual dos Trabalhadores e Trabalhadoras dos Bancos Bradesco, Itaú e Santander” tem presença expressiva da categoria bancária

Na última quinta-feira, 22 de julho, a Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro dos Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo (Fetraf RJ/ES) realizou o “Encontro Interestadual dos Trabalhadores e Trabalhadoras dos Bancos Bradesco, Itaú e Santander”, que contou com a presença maciça de dirigentes sindicais e de bancárias e bancários dos bancos envolvidos.

O evento teve a participação de Vivian Machado, mestre em economia pela PUC/SP, economista e técnica no Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE), que fez uma esclarecedora palestra falando dos impactos dos bancos digitais para a categoria bancária. E alertou, também, para o que vem sendo chamado  de “uberização” do trabalho. Ou seja, um novo modelo bancário que aumenta a pressão sobre o trabalho bancário, onde o trabalhador é monitorado o tempo todo, seja por e-mails, uso da internet, softwares de controle de tarefas, entre outras ferramentas, mas não possui vínculo empregatício com o banco e não tem os direitos que estão contidos na nossa Convenção Coletiva de Trabalho. É a precarização dos serviços e das relações trabalhistas, principalmente, através de plataformas digitais.

Após a palestra da economista, os participantes foram direcionados para debaterem as especificidades dos respectivos bancos aos que são vinculados.

Além disso, foram eleitas as delegações que irão participar, entre os dias 3 e 8 de agosto, dos Encontros Nacionais dos Bancos Privados, onde bancários do Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Banco do Nordeste do Brasil (BNB), Banco da Amazônia (Basa), Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Itaú, Bradesco, Santander e Banco Mercantil, de todo o país, irão se reunir virtualmente para discutir estratégias de mobilização e lutas para enfrentar questões específicas de cada banco relacionadas à manutenção do emprego, saúde e condições de trabalho, além de temas que envolvem toda a classe trabalhadora, como minuta de decreto que altera o Programa de Alimentação do Trabalhador (PAT) e vai limitar radicalmente os benefícios dos vales refeição e alimentação, apresentada pelo governo Bolsonaro.

Categorias
Destaque Notícias da Federação

“Encontro Interestadual dos Trabalhadores e Trabalhadoras dos Bancos Bradesco, Itaú e Santander” será dia 22/7 (quinta)

No próximo dia 22 de julho, quinta-feira, a Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro dos Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo (Fetraf RJ/ES) realizará o “Encontro Interestadual dos Trabalhadores e Trabalhadoras dos Bancos Bradesco, Itaú e Santander”.

O evento ocorrerá das 19 horas às 21 horas, de forma virtual e será aberto a todas e todos os trabalhadores destes bancos,  que sejam dos Sindicatos de base da Fetraf RJ/ES.

A palestrante Vivian Machado, mestre em economia pela PUC/SP, economista e técnica no Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE), falará sobre o “Impacto dos Bancos Digitais na Categoria Bancária”.

Para participar é necessário que bancárias e bancários façam sua pré-inscrição, informando um e-mail válido, através do link:  https://forms.gle/ua7yu53o9R8jFknN7

IMPORTANTE

As inscrições deverão ser feitas até as 12 horas do dia 21 de julho. Os inscritos receberão o link de acesso nos endereços eletrônicos informados na pré-inscrição. Somente os dirigentes pré-inscritos poderão participar.

Aos Sindicatos dos Bancários à Federação, pedimos a gentileza de divulgarem aos trabalhadores dos bancos citados em suas bases.

PARTICIPE!

Categorias
Destaque Notícias da Federação

Encontros Estaduais dos Funcionários da Caixa e Banco do Brasil ocorrerão neste sábado, 17 de julho

No próximo sábado (17/07), das 9h às 13h, a Fetraf RJ/ES realizará os “Encontros Estaduais dos Funcionários e Funcionárias da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil”, abertos a todos os trabalhadores destes bancos no da base da Federação no Estado do Rio de Janeiro.

Para participar, é necessário realizar a pré-inscrição até às 12 horas do dia 16 de julho (sexta-feira), através do link: https://forms.gle/aoY5PE9PfQ3DPbhU9

Os inscritos receberão o link de acesso ao evento virtual no e-mail cadastrado em sua ficha de inscrição.

Categorias
Notícias da Federação

Cassi Essencial é proposta indecente para novos funcionários e para egressos de bancos incorporados

A alta administração do Banco do Brasil e atual diretorias e conselhos da Cassi tratam com insensibilidade e desconsideração os funcionários egressos da Nossa Caixa, que por muitos anos ajudaram na construção do BB, e também os novos e futuros funcionários, ao oferecer um plano de mercado como o Cassi Essencial, violando o princípio de solidariedade e isonomia que pautam a todos os colegas do BB.

“Na verdade, deixa de ser desrespeito e já está passando para o campo da indecência esta oferta do Cassi Essencial”, diz o dirigente sindical da Fetec/CUT-SP e integrante da CEBB, Getúlio Maciel.

Ele lembra que está na mesa da diretoria do BB desde outubro de 2020, com pleno conhecimento da Cassi, proposta apresentada pelo movimento sindical, durante as negociações do ACT BB vigente, de oferta de Cassi e Previ para todos, sem discriminação.

“Houve tentativa moralmente criminosa, já no início deste ano, de expurgar os aposentados ex-BNC do Plano Novo FEAS ao não permitir adentrar no plano após aposentaria e disponibilizar outro plano de mercado chamado Economus Futuro. Este, inclusive, não conseguiu a adesão necessária para sua manutenção devido ao alto custo, uma vez que o funcionalismo não é bobo e merece respeito, fazendo com que a direção e conselho deliberativo do Economus voltassem atrás da decisão”, lembra o dirigente.

Ele destaca ainda que o Banco do Brasil quer resolver a situação sem conversar com os trabalhadores representados por seus sindicatos, e sem cumprir o compromisso de negociar a situação dos bancários incorporados. A Contraf-CUT, a Fetec-SP e a Comissão de Empresa dos Funcionários do BB (CEBB) reiteradas vezes, e através de ofício inclusive para o Presidente do BB, Fausto Ribeiro, solicitou a imediata reabertura de mesa de negociação para tratar o tema. “Lamentamos mais essa decisão e postura demonstradas pela empresa”, afirma

“É preciso ressaltar que, não somente os sindicatos, mas também as diversas associações ligadas aos funcionários, estão também desestimulando essa adesão pela imoralidade e a forma muito negativa que está sendo conduzido um assunto tão sério”, ressalta Antonio Saboia, secretário de Bancos Públicos da Fetec/CUT-SP.

“O plano Cassi Essencial tem mensalidade bem mais cara que o Economus Futuro, igualmente desinteressante. Ambos possuem reajustes por mudança de faixa etária e também anual, por índice atuarial que considera inflação do segmento de saúde, que é maior que a inflação geral. Ambos também têm coparticipação e franquias por internação hospitalar. São situações que impossibilitam aos trabalhadores manterem esses planos, e que desrespeitam o que é estendido aos demais funcionários do BB por meio do plano de Associados da Cassi”, acrescenta Getúlio.

O dirigente lembra que, em ação civil pública que garante aos bancários incorporados o acesso à Cassi e à Previ, o BB já havia sido condenada na primeira e na segunda instâncias da Justiça Trabalhista a proceder a não discriminação entre funcionários. Essa ação já tramita em fase de conclusão junto ao TST, havendo apenas apreciação de agravos de instrumento colocados pela Previ e pelo BB.

Com informações do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região.

Fonte: Contraf-CUT

Categorias
Notícias da Federação

Encontros Estaduais dos Funcionários da Caixa e Banco do Brasil serão no sábado (17)

A Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro dos Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo (Fetraf RJ/ES) irá realizar no próximo sábado, 17 de julho, das 9 horas às 13 horas, os Encontros Estaduais dos Funcionários e Funcionárias da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil.
O evento ocorrerá de maneira virtual.
Os encontros são abertos a todos os trabalhadores da Caixa e Banco do Brasil.
IMPORTANTE
Para participar, é necessário realizar a pré-inscrição até às 12 horas do dia 16 de julho (sexta-feira), através do link: https://forms.gle/aoY5PE9PfQ3DPbhU9 
Os inscritos receberão o link de acesso no e-mail cadastrado em sua ficha de inscrição.
Aos Sindicatos, pedimos que divulguem aos funcionários e funcionárias dos bancos de sua base. A programação completa será enviada posteriormente.
Categorias
Notícias da Federação

Live vai debater Saúde Caixa nesta terça-feira (13)

A Comissão Executiva dos Empregados da Caixa (CEE/Caixa) e o Grupo de Trabalho (GT) Saúde Caixa realizam, na noite desta terça-feira (13), um debate sobre o Saúde Caixa, às 19h. A ideia é reforçar a importância da mobilização dos empregados, ativos e aposentados, para a manter o plano com seu caráter sustentável, solidário e para todos. Além de informar sobre os debates que estão ocorrendo no grupo de trabalho do Saúde Caixa. O evento será transmitido pelos canais da Contraf-CUT do Youtube e no Facebook e no Facebook da Fenae.

Desde 2017, o Saúde Caixa, concebido com a ideia de custeio de 70% da empresa e 30% do empregado, vem sofrendo ataques, mudanças no Estatuto da Caixa para limitar o investimento em saúde, imposição de resoluções como a 23 da Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da União (CGPAR), entre outras ações dos governos para enfraquecer os planos de saúde das estatais.

A Caixa informou, em reunião do GT, que vai aplicar a Resolução 23 da CGPAR nas propostas de modelos de custeio do plano. Na prática, significa que 50% dos custos assistenciais e administrativos serão financiados pela empresa e os outros 50%, pelos empregados, alterando o formato atual de 70%/30%.

Fabiana Uehara Proscholdt, coordenadora da CEE da Caixa e do GT Saúde Caixa, fez questão de esclarecer a posição dos representantes dos empregados. “Nossos representantes deixaram claro sua posição contrária a essa imposição da empresa e nossa disposição de mobilizar os empregados para lutar para que esse benefício continue a ser sustentável e viável para todos os trabalhadores”, disse Fabiana, que também é secretária da Cultura da Contraf-CUT.

“O que a direção da Caixa precisa entender é que o nosso plano de saúde foi construído lá atrás, após um amplo debate entre empresa e empregados. Defendemos a manutenção do modelo atual (70/30) não somente porque é bom para o empregado, como também para a Caixa. Como gestora do plano, a empresa pode, através dos dados dos empregados, realizar ações preventivas para que não ocorra adoecimentos. Também é um benefício que atrai e faz com que profissionais bons permaneçam na empresa”, afirmou Fabiana.

Outro ataque à viabilidade do Saúde Caixa para todos os empregados aconteceu em dezembro de 2017. O Conselho de Administração da Caixa alterou o estatuto do banco e incluiu um item que impõe a limitação de sua contribuição para a assistência à saúde dos empregados a 6,5% da folha de pagamento, retomando a velha fórmula que não garante sustentabilidade ao plano. Contrária à medida, a representante dos empregados no Conselho de Administração da Caixa, Rita Serrano, votou contra a alteração.

O presidente da Fenae, Sergio Takemoto, alega que a Caixa e o Governo tentam impor restrições no Saúde Caixa há anos e as entidades, juntamente com os trabalhadores, têm impedido a aplicação das medidas com a força da mobilização. “Somente dessa forma vamos conseguir impedir que estas diretrizes tão nocivas ao Saúde Caixa sejam aplicadas. Nossa força sempre esteve na mobilização e precisamos nos unir para barrar esses ataques aos direitos dos empregados”, reforçou Takemoto.

Os dirigentes lembram que a união da categoria e das entidades já conquistou um avanço. No último dia 8, a Câmara aprovou o regime de urgência na votação do PDC 956/2018, da deputada Erika Kokay (PT/DF), que anula os efeitos da CGPAR 23. Com a aprovação, a matéria pode ser pautada a qualquer momento pelo Plenário.

Live Saúde Caixa 
Data: 13 de julho
Horário: 19h
TransmissãoYoutube Facebook da Contraf/CUT e Facebook da Fenae

Fonte: Contraf-CUT

Categorias
Destaque Notícias da Federação Notícias dos Sindicatos

Fetraf RJ/ES e Sindicato dos Bancários de Macaé negociam com a Cassi, atendimento de qualidade para os trabalhadores

A Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro dos Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo (Fetraf RJ/ES), juntamente com o Sindicato dos Bancários de Macaé e Região, vem negociando com a Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Brasil (Cassi), maior operadora de autogestão em saúde do país, para que bancárias e bancários tenham acesso a um atendimento hospitalar de qualidade, já que é praticamente inexistente este serviço na região.

Não é a primeira vez que o movimento sindical reivindica estas melhorias para os trabalhadores e seus familiares.

Após as últimas tratativas, surgiu a informação de que a Cassi e o grupo D’Or estariam negociando para que a categoria bancária seja atendida pela Unimed, com a inauguração de uma nova estrutura hospitalar, prevista para outubro de 2021.

PANDEMIA

Desde que começaram os primeiros casos de coronavírus no Brasil, a Fetraf RJ/ES e seus Sindicatos dos Bancários filiados vem negociando com os bancos, uma série de medidas para resguardar a saúde dos bancários e de suas famílias.

Mas, com a volta dos atendimentos presenciais na maioria dos bancos, voltamos a ter casos confirmados.

Em Macaé, recentemente, um funcionário foi diagnosticado com Covid-19. O bancário procurou atendimento próximo, mas sem sucesso. Foi transferido para a capital do Rio de Janeiro.

O caso reforça a importância de um atendimento hospitalar de excelência na região.

O Presidente da Fetraf RJ/ES, Nilton Damião Esperança. acredita num bom desfecho das negociações: “Pedimos à Cassi que analise com a devida atenção esta situação. Além das bancárias e bancários do Banco do Brasil, seus familiares também seriam contemplados com a realização da assinatura dos convênios anunciados. A pandemia não acabou e ainda requer bastante cuidados.”

Paulo Alves Junior, Presidente do Sindicato dos Bancários de Macaé e Região, também vem se reunindo com os prefeitos dos municípios que compõem a base da entidade, solicitando mais rigor nos protocolos de segurança contra a Covid-19 e prioridade na vacinação para bancários e bancárias, já que estão na linha de frente desde o início da pandemia.

A Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro dos Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo não poupará esforços para que esta situação seja resolvida.

Categorias
Notícias da Federação

Palestra mostrou a importância do cumprimento da Lei Geral de Proteção de Dados

A “Lei Geral de Proteção de Dados” (LGPD) foi o tema da palestra realizada, de maneira virtual, nesta última quarta-feira, dia 30 de junho, e contou com a participação do advogado atuante na área de regulatório e cibersegurança, Caio Maiolino Kalawatis, e com o Assessor Jurídico da Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro dos Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo (Fetraf RJ/ES), Dr. Murilo Baptista.

A palestra, que foi gratuita para diretores e diretoras dos Sindicatos de base da Fetraf RJ/ES, teve uma participação expressiva da categoria e foi um oferecimento da Secretaria Jurídica da entidade, coordenada pela Diretora Elizabeth Paradela.

Com a aprovação da LGPD, a atividade mostrou a importância das empresas se adequarem, o mais breve possível, aos moldes da legislação, para que não hajam prejuízos estruturais e financeiros na organização.

A lei entrou em vigor em 18 de setembro de 2020 e as empresas tiveram um ano para se adequarem. As instituições que não estiverem em conformidade ou infringirem a Lei de Proteção de Dados, podem receber multas e sanções administrativas, a partir do mês de agosto.

O aumento do trabalho remoto e os requisitos impostos pela LGPD, tornaram de fundamental importância que as empresas invistam em proporcionar treinamentos adequados aos seus colaboradores. As instituições devem ajudar os trabalhadores a obterem conhecimentos necessários sobre proteção de dados, e investir em pessoal capacitado para desenvolver um programa de conscientização contínuo, modificando a cultura organizacional, para garantir o amadurecimento de um programa que garanta que todos os agentes da empresa sejam capazes de evitar vazamentos.

Nilton Damião Esperança, Presidente da Fetraf RJ/ES, comentou sobre a importância da palestra: “O evento foi de extrema importância em diversos aspectos. Nos mostrou que não devemos, de forma alguma, disponibilizar nossos dados pessoais em nosso dia-a-dia e sermos mais cautelosos.”

Categorias
Notícias da Federação

Debate sobre doenças relacionadas ao trabalho teve boa participação da categoria bancária 

Nesta última terça-feira (29), a categoria bancária debateu, através da palestra “Covid e Ambiente de Trabalho – Características, consequências e protocolos”, com a Dra. Maria Maeno, sobre doenças relacionadas ao trabalho, sobre a dificuldade de estabelecer o nexo causal e sobre COVID, prevenção e sequelas.

Maeno é doutora e mestra em Saúde Pública, e pesquisadora da FUNDACENTRO (Fundação Centro Nacional de Segurança, Higiene e Medicina do Trabalho).

A atividade, que teve boa participação da categoria bancária, teve como foco a categoria bancária, que foi duramente afetada pela crise sanitária causada pelo novo coronavírus, e que vem sofrendo desde o início da pandemia por ser considerado trabalho essencial, mas que não é contemplada com as devidas medidas protetivas e com prioridade na vacinação.

No decorrer da palestra, o descaso com os bancários e bancárias que trabalham presencialmente, que são submetidos aos mesmos a riscos biológicos em ambientes fechados, também foi citado. Porém, não vem sendo considerados os riscos de transporte público fechado e, quando os trabalhadores são contaminados, colocam em dúvida onde eles foram contaminados.

A palestra. que ocorreu de forma virtual, foi um oferecimento da Secretaria de Formação da Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro dos Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo (Fetraf RJ/ES), foi aberta para todos os diretores e diretoras dos Sindicatos dos Bancários da base da Fetraf RJ/ES.

“Excelente palestra, onde debatemos as condições de trabalho nos bancos e os que estão em home office. Mas é necessário estarmos atentos, ainda mais, ao teletrabalho, que continua com cobranças absurdas de metas e bancárias e bancários estão adoecendo pelas pressões dos chefes”, relatou Nilton Damião Esperança, Presidente da Fetraf RJ/ES.

A palestrante citou um projeto que faz parte, que é aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa em Seres Humanos e pelo Ministério Público do Trabalho, em Campinas. Nele, há um debate sobre a Covid-19 estar, ou não relacionada ao trabalho. Porém, é evidente que existe um índice importante de trabalhadores que exercem funções essenciais contaminados. Para que haja esse reconhecimento, o projeto foi elaborado para produzir um dossiê, baseado em informações e vivências de trabalhadores que foram acometidos pela doença.

O projeto está disponível neste link: Clique Aqui

Ao final do evento, foi sugerido que a Dra. Maeno participe da Conferência Interestadual dos Bancários.

Categorias
Destaque Notícias da Federação

Palestra sobre a Lei Geral de Proteção de Dados será nesta quarta-feira (30/6)

Nesta quarta-feira, dia 30 de junho, às 17 horas, a Secretaria Jurídica da Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro dos Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo (Fetraf RJ/ES) realizará, com seu Assessor Jurídico, Dr. Murilo Baptista, uma palestra sobre a “Lei Geral de Proteção de Dados” (LGPD). O evento será realizado de forma virtual.

A palestra tem como objetivo debater os passos necessários para uma implementação efetiva da Lei Geral de Proteção de Dados, por meio da análise dos institutos mais importantes incorporados ao ordenamento jurídico pátrio, através desta lei, além de identificar os pontos com maior probabilidade de demandar posicionamento dos Tribunais acerca de sua interpretação.

Considerando a entrada em vigor da LGPD, em setembro do ano passado, a palestra debaterá os temas centrais da arquitetura normativa de proteção de dados no país, comparando tópicos selecionados da LGPD com práticas correlatas já adotadas em outros países e também levando em conta o papel a ser desempenhado pela Autoridade Nacional de Proteção de Dados.

A palestra será coordenada pela Diretora para Assuntos Jurídicos e Trabalhistas da Fetraf RJ/ES, Elizabeth Paradela, e proferida pelo advogado atuante na área de regulatório e cibersegurança, Caio Maiolino Kalawatis.

Kalawatis é Bacharel em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro; Especialista em Privacidade e Proteção de Dados Pessoais pelo Data Privacy Brasil e em Direito Digital pelo Insper; Membro certificado da International Association of Privacy Professionals (IAPP), em regulatório Europeu sobre Privacidade e Proteção de Dados (CIPP-E); Gerente de projetos em privacidade e proteção de dados certificado (Certified Information Privacy Manager – CIPM).

IMPORTANTE

A palestra será gratuita e a pré-inscrição deverá ser realizada, impreterivelmente, até às 14 horas do dia 29 de junho, terça-feira.

Os interessados e interessadas, devem fazer sua pré-inscrição através do link: https://forms.gle/WVRbncF726KLTH116

Os inscritos e inscritas receberão o link de acesso da sala virtual em seus endereços eletrônicos.

Serão disponibilizadas 250 vagas e as pré-inscrições estão sujeitas à lista de espera. Ao final será enviado um certificado de participação.

PARTICIPE!