Categorias
Destaque Notícias da Federação

Fetraf RJ/ES completa 64 anos na luta em defesa dos direitos da categoria bancária

Nesta segunda-feira, 23 de maio, a Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro dos Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo (Fetraf RJ/ES) completa 64 anos.

Com 7 sindicatos filiados (Angra dos Reis, Baixada Fluminense, Espírito Santo, Itaperuna, Macaé, Nova Friburgo e Três Rios), a Federação foi fundada em 1958, dentro de um esforço coletivo de sindicalistas bancários de todo o país, para a construção de uma entidade nacional.

A Fetraf RJ/ES trabalhou, trabalha e seguirá trabalhando para garantir, defender e ampliar os direitos da categoria bancária.

Nilton Damião Esperança, Presidente da Fetraf RJ/ES, comentou sobre a representatividade da entidade: “É um orgulho presidir uma Federação grande, forte e respeitada nacionalmente. Temos sindicatos engajados e que sempre estão na luta por nossos direitos. Hoje é uma data festiva, mas sabemos que nossas batalhas são diárias. Unidos somos mais fortes”.

Categorias
Destaque Notícias da Federação Notícias dos Sindicatos

Fetraf RJ/ES realiza 24ª Conferência Interestadual dos Bancários e das Bancárias no dia 28 de Maio

A Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro dos Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo (Fetraf RJ/ES) irá realizar a 24ª Conferência Interestadual dos Bancários e das Bancárias, no dia 28 de Maio, sábado, das 8 horas às 15 horas.

O evento será realizado através da plataforma Google Meet e aberto à todas e todos os bancários, ativos e aposentados, da base da Fetraf RJ/ES.

CONVIDADOS

O evento contará com a presença de Marcelo Freixo, Deputado Federal e pré-candidato ao Governo do Estado do Rio de Janeiro; Mauro Salles, Secretário de Saúde da Contraf-CUT; e Fernando Benfica, Técnico do Dieese/RJ e Doutorando em Economia (UFF).

Mauro Salles fará uma palestra sobre o “Contexto da Saúde dos Bancários e a Campanha Salarial”. Já o tema da palestra de Fernando Benfica será “Crise pra quem? O alto desempenho dos maiores bancos que operam no Brasil numa economia em frangalhos”.

IMPORTANTE

Para participar, é imprescindível fazer sua inscrição.

CLIQUE AQUI para se inscrever.

As inscrições poderão ser feitas até às 23h59min do dia 25 de Maio, quarta-feira.

Os inscritos irão receber, no endereço de e-mail cadastrado no ato da inscrição, o link de acesso à Conferência.

É importante o preenchimento correto do campo: e-mail para o recebimento do link. O mesmo só será enviado no dia 26/05/2022, quinta-feira.

OBS: Caso não tenha recebido o e-mail, favor entrar em contato via WhatsApp (21 98220-1596), ou enviar e-mail para: [email protected]org.br, informando o nome completo e seu e-mail.

PROPOSTAS

As propostas deverão ser encaminhadas até o dia 26 de maio, quinta-feira, para o e-mail: [email protected]org.br.

Sua participação é fundamental!

Categorias
Notícias da Federação

Encontro Interestadual dos Trabalhadores dos Bancos Bradesco, Itaú e Santander, define propostas que serão levadas para Encontro Nacional

Com uma grande participação da categoria bancária, foi realizado na noite desta quarta-feira, 18 de maio, o Encontro Interestadual dos Trabalhadores dos Bancos Bradesco, Itaú e Santander – 2022, promovido pela Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro dos Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo (Fetraf RJ/ES).

O evento, que discutiu e definiu as propostas que serão levadas para o Encontro Nacional dos Bancos Privados, que ocorrerá no próximo mês de junho, foi aberto à todas e todos os bancários que são da base da Federação.

Além das propostas, foram definidos as delegadas e delegados que irão representar a Fetraf RJ/ES no Encontro Nacional.

O Encontro começou com o Secretário Geral da entidade, Max Bezerra, lendo o Regimento Interno do evento que, posteriormente, seria aprovado pela grande maioria dos presentes, com nenhum voto contra e, apenas, uma abstenção.

Nilton Damião Esperança, Presidente da Fetraf RJ/ES, fez uma saudação, em seguida. Agradeceu a presença de todas e todos, citou a importância de se focar no assédio moral que os bancos estão praticando, o quanto é maléfica a expansão das agências de negócio, e que se deve lutar pela volta dos caixas e seguranças nas agências, assim como é fundamental a volta das homologações nos sindicatos.

“É muito importante nossa unidade. Além das pautas específicas da nossa categoria, é necessário lembrar da importância das próximas eleições. Temos que eleger, não somente o presidente mas, também, parlamentares comprometidos com a classe trabalhadora”, disse Nilton Damião.

A mesa de abertura foi composta por Renata Soeiro (Diretora de Bancos Privados da Fetraf RJ/ES e Coordenadora Geral do Sindicato dos Bancários da Baixada Fluminense) e pelos representantes da entidade nas Comissões de Organização dos Empregados (COE) dos bancos em questão: Luiz Gabriel Almeida Velloso (Sindicato dos Bancários de Nova Friburgo e Região), Fabricio Coelho (Sindicato dos Bancários do Espírito Santo), Alcendino Anderson dos Santos (Sindicato dos Bancários do Espírito Santo), Max Bezerra (Sindicato dos Bancários de Nova Friburgo e Região) e Claudio Merçon Vieira (Sindicato dos Bancários do Espírito Santo).

Todos, respectivamente, fizeram suas saudações para os presentes no Encontro.

Renata Soeiro falou do período terrível de pandemia: “quero parabenizar as trabalhadoras e os trabalhadores bancários que, apesar da crise sanitária, não pararam de trabalhar em nenhum momento, mesmo estando em situação de risco e com diversas mortes em nossa categoria. Queria destacar, também, a grandeza de nossa Federação, que é respeitada nacionalmente, e de seus sindicatos filiados, que se dedicaram, e se dedicam rotineiramente, para atender com afinco a todos. Um exemplo disso é o alto índice de reintegrações, mesmo neste período.”

Logo após as saudações, Paulo Jager, economista e supervisor técnico do Dieese/RJ. Ele fez sua palestra com o tema: “O desempenho dos Bancos e o Emprego Bancário”.

Terminada a palestra, os presentes foram para salas específicas de seus bancos, de onde foram retiradas as propostas que serão enviadas para a Encontro Nacional dos bancos privados.

Categorias
Notícias da Federação Notícias dos Sindicatos

Encontro Interestadual dos Trabalhadores de Bancos Federais define pautas que serão defendidas para a Campanha Nacional

Neste último sábado, 14 de maio, foi realizado o Encontro Interestadual dos Trabalhadores de Bancos Federais – Banco do Brasil e Caixa – 2022, promovido pela Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro dos Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo (Fetraf RJ/ES). O evento ocorreu de forma virtual e, juntamente, com o 7º Congresso Estadual dos Bancários e das Bancárias, no Espírito Santo.

Foram apontados os eixos prioritários que defenderão para a Campanha Nacional 2022.

O Presidente da Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro dos Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo (Fetraf RJ/ES), Nilton Damião Esperança, participou presencialmente da abertura do Congresso, que foi promovido pelo Sindicato dos Bancários do Espírito Santo.

“Quero agradecer e parabenizar aos companheiros e companheiras do sindicato do Espírito Santo pelo convite e participação desse evento de alto nível, demonstrado nesse congresso que mostrou a responsabilidade, compromisso e disposição na luta em prol das bancárias, bancários e de toda classe trabalhadora. Unidos somos fortes.”, comentou Nilton.

O Encontro Interestadual foi aberto à todas e todos os funcionários ativos e aposentados do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal, da base da Fetraf RJ/ES.

Danilo Funke, Diretor de Bancos Federais e representante da Fetraf RJ/ES na CEBB (Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil), também participou e comentou sobre os eventos realizados: “É sempre bom debater sobre as condições de trabalho dos funcionários BB, saúde do trabalhador, sobrecarga de trabalho pelas metas abusivas imposta pelo banco aos funcionários e assédio moral. A unidade da classe trabalhadora nas lutas por um projeto de Brasil que respeite e garanta dignidade e direitos é importantíssima, ainda mais em tempos tão difíceis como o que vivemos.”

*Confira as fotos em nossas redes sociais

Categorias
Notícias da Federação

Fetraf RJ/ES participa da Reunião do Coletivo de Comunicação dos Bancários

Nesta quinta-feira, 12 de maio, ocorreu a Reunião do Coletivo Nacional de Comunicação da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT).

Pedro Batista, Secretário de Imprensa da Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro dos Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo (Fetraf RJ/ES), representou a entidade na reunião virtual, que ocorreu através da plataforma Zoom.

A reunião contou com profissionais e dirigentes representantes das federações e sindicatos no Coletivo Nacional de Comunicação, e teve como objetivo dar continuidade à discussão sobre a campanha nacional da categoria bancária.

A próxima reunião será no dia 24 de maio, a partir das 14 horas.

 

 

Categorias
Destaque Notícias da Federação Notícias dos Sindicatos

“Encontro Interestadual dos Trabalhadores dos Bancos Bradesco, Itaú e Santander – 2022” ocorrerá dia 18 de Maio

No dia 18 de maio, quarta-feira, a partir das 18h30, a Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro dos Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo (Fetraf RJ/ES) irá realizar o Encontro Interestadual dos Trabalhadores dos Bancos Bradesco, Itaú e Santander – 2022.

O evento será aberto à todas e todos os funcionários ativos dos respectivos bancos, que são da base da Fetraf RJ/ES.

CONVIDADO

O evento contará com a presença de Paulo Jager, economista e supervisor técnico do Dieese/RJ. Ele fará uma palestra com o tema: “O desempenho dos Bancos e o Emprego Bancário”.

IMPORTANTE

Para participar, é imprescindível fazer sua inscrição.

CLIQUE AQUI para se inscrever.

As inscrições poderão ser feitas até às 23h59min do dia 13 de Maio, sexta-feira.

Os inscritos irão receber, no endereço de e-mail cadastrado no ato da inscrição, o link de acesso ao Encontro.

É importante o preenchimento correto do campo: e-mail para o recebimento do link. O mesmo só será enviado no dia 16/05/2022, segunda-feira, com a programação sendo enviada posteriormente.

Sua participação é fundamental!

Categorias
Notícias da Federação Notícias dos Sindicatos

Posse da nova diretoria do Sindicato dos Bancários da Baixada Fluminense tem presença da Fetraf RJ/ES

A nova diretoria do Sindicato dos Bancários da Baixada Fluminense tomou posse na última sexta-feira, dia 29 de abril.

A cerimônia contou com a presença da Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro dos Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo (Fetraf-RJ/ES) e de representantes de todos os Sindicatos dos Bancários de sua base (Angra dos Reis, Baixada Fluminense, Espírito Santo, Itaperuna, Macaé e Região, Nova Friburgo e Três Rios).

Também estiveram presentes, representantes da Central Única dos Trabalhadores (CUT), da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf) e de José Ferreira, Presidente do Sindicato dos Bancários do Rio de Janeiro.

“Foi um prazer estar presente na posse de um Sindicato forte e de luta como o da Baixada Fluminense. A certeza que temos é que serão mais quatro anos em que os trabalhadores da região terão o suporte e atendimento sempre que necessário. Quero destacar a unidade entre sindicatos, federação, confederação e central sindical, que faz toda a diferença para que as coisas fluam e aconteçam. Desejo toda a sorte nestes próximos anos e contem com a nossa Federação sempre que precisarem”, declarou o Presidente da Fetraf RJ/ES, Nilton Damião Esperança.

Categorias
Destaque Notícias da Federação

Fetraf RJ/ES apoia “Chapa 1 – Consciência e Luta” nas eleições do Sindicato dos Bancários de Nova Friburgo e Região

A Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro dos Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo (Fetraf RJ/ES), e todos os Sindicatos dos Bancários de sua base, apoiam a “Chapa 1 – Consciência e Luta”, nas eleições do Sindicato dos Bancários de Nova Friburgo e Região, para o período entre os anos 2022 a 2024.

As eleições ocorrem no dia 26 de Maio de 2022.

“Nossa Federação, assim como todos os sindicatos que compõem nossa base, estão apoiando a Chapa 1. Uma chapa que conheço bem os integrantes, e sei que trabalha firme na luta pelos direitos dos trabalhadores. Vamos juntos rumo à vitória!”, declarou o Presidente da Fetraf RJ/ES, Nilton Damião Esperança.

Até o fim do prazo para inscrição de chapas, apenas uma foi inscrita. E grande destaque e mudança é o nome de Luiz Gabriel Almeida Velloso, que vem como candidato a Presidente.

É de extrema importância a participação de todos os bancários e bancárias nos dias de votação.

ONDE VOTAR

O Sindicato disponibilizará uma urna fixa no auditório da entidade. Além disso, mais 7 urnas irão percorrer as cidades de sua base e dos bairros de Nova Friburgo. Os mesários terão listagens dos associados de cada banco e cidades.

PARA VOTAR

Tem direito a voto todos as associadas e os associados com mais de 3 meses de filiação ao Sindicato.

A identificação será feita através de carteira de identidade ou crachá do banco.

Categorias
Destaque Notícias da Federação Notícias dos Sindicatos

Fetraf RJ/ES realiza “Encontro Interestadual dos Trabalhadores de Bancos Federais – Banco do Brasil e Caixa – 2022” no dia 14 de Maio

A Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro dos Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo (Fetraf RJ/ES) irá realizar, no próximo dia 14 de maio de 2022, sábado, a partir das 9 horas, de forma virtual, o Encontro Interestadual dos Trabalhadores de Bancos Federais – Banco do Brasil e Caixa – 2022.

O evento será aberto à todas e todos os funcionários ativos e aposentados do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal, da base da Fetraf RJ/ES.

IMPORTANTE: Para participar, entre em contato com o seu Sindicato.

As inscrições poderão ser feitas até às 23h59min do dia 11 de Maio, quarta-feira.

Os inscritos irão receber, no endereço de e-mail cadastrado no ato da inscrição, o link de acesso ao Encontro.

É importante o preenchimento correto do campo: e-mail para o recebimento do link. O mesmo só será enviado no dia 12/05/2022, quinta-feira, com a programação sendo enviada posteriormente.

Sua participação é fundamental!

Categorias
Notícias da Federação

Centrais sindicais aprovam pauta unificada dos trabalhadores para as eleições de 2022

As centrais sindicais CUT, Força Sindical, UGT, CSB, CTB, Nova Central, Conlutas, Intersindical e Pública aprovaram nesta quinta-feira (7), durante a Conferência da Classe Trabalhadora (Conclat), a Pauta Unificada da Classe Trabalhadora para as eleições de 2022. Trata-se de um documento com medidas emergenciais e estruturais para garantir empregos, recuperar direitos trabalhistas e previdenciários, fortalecer a representação sindical, além de promover a democracia e a vida no país. A proposta será entregue a todos os candidatos à Presidência da República que participarão da disputa eleitoral em outubro.

De acordo com as lideranças sindicais, a prioridade da classe trabalhadora é derrotar o governo Bolsonaro. Isso porque a atual política econômica condenou a maioria da população ao desemprego, à fome e a miséria. Além disso, eles também defenderam como essencial a revogação das reformas trabalhista e da Previdência, bem como o fim do teto de gastos. “O que nos une é a consciência de que o momento que o Brasil vive é muito, muito grave”, afirmou o presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Sérgio Nobre. “Além de derrotar o fascismo, é preciso recolocar o Brasil no caminho do desenvolvimento. Nesse sentido, para recuperar os direitos perdidos e fazer o país voltar a crescer, a luta dos trabalhadores será essencial”.

Instrumento de luta

“O povo está desempregado, passando fome, perdendo a esperança no futuro”, destacou Nobre. Para ele, a pauta unificada será um instrumento de luta, de reivindicação e de organização da classe trabalhadora. “O caminho é lutar. O Brasil está aonde está por causa do ódio, da indiferença, pelo endeusamento do individualismo. Não tem saída se não for o contrário, através da solidariedade, do companheirismo e da luta”, afirmou.

Nobre lembrou, ainda, que 40% da classe trabalhadora não tem proteção, em especial os trabalhadores de aplicativo. Dessa forma, ele anunciou que as centrais se reunirão, na próxima semana, com a associação que congrega os principais empregadores desse segmento, como o iFood e Uber. A intenção é criar uma mesa de negociação com o objetivo de ampliar a proteção social da categoria.

Segundo as entidades, a pauta unificada é “um conjunto de propostas que espelham o modelo de desenvolvimento necessário para o Brasil gerar empregos de qualidade, crescimento dos salários, proteção dos direitos trabalhistas, combate às desigualdades, proteções sociais e previdenciárias, a defesa da democracia, da soberania e da vida“.

Dentre as medidas emergenciais, estão o aprimoramento do combate à pandemia, a valorização do salário mínimo e o estabelecimento de um programa de renda básica para todas as famílias.

Além disso, o combate à inflação dos alimentos, da luz e dos combustíveis também são urgentes, como forma de preservar a renda dos trabalhadores. As centrais também defendem a renegociação das dívidas das famílias, em especial as dívidas de financiamento habitacional. Outras medidas fundamentais passam pela promoção e proteção do emprego e pela retomada de obras públicas, aliadas ao fortalecimento da agricultura familiar.

“Essa economia só faz sorrir os banqueiros e os rentistas. Olha o preço do gás, da gasolina, da cenoura. Eles fazem sangrar o bolso do povo. Reduzem o valor dos salários. Não podemos admitir. A continuidade do clã Bolsonaro é uma ameaça ao país e ao povo brasileiro”, afirmou o presidente da CTB, Adilson Araújo.

Medidas estruturais

Revisar os “marcos regressivos” da legislação trabalhista e previdenciária faz parte das medidas estruturais da pauta unificada. “Não é só tirar Bolsonaro e o bolsonarismo. Precisamos acabar com esse tripé econômico perverso”, disse o presidente da CSB, Antônio Neto. Ele também defendeu a revogação das “reformas” trabalhista e da Previdência, bem como o fim da “terceirização indiscriminada”.

Dessa forma, os sindicalistas também querem políticas públicas para garantir o direito ao trabalho decente. “Proteção do emprego é a razão dos sindicatos e das centrais existirem”, declarou a secretária-geral da Intersindical – Central da Classe trabalhadora, Nilza Almeida. Ela destacou o grande número de trabalhadores, principalmente entre a juventude, que não sabe o que é ter a carteira assinada.

O documento defende a redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais, sem redução dos salários, no entanto. E reivindica políticas de promoção de segurança e saúde no trabalho, assim como regulamentações que garantam a proteção dos trabalhadores frente às “inovações tecnológicas” que resultam em desemprego ou em condições precárias de trabalho. Outra bandeira é a retomada do Ministério do Trabalho, como instrumento de coordenação de todas essas políticas.

Mulheres

Outra exigência das centrais é o combate às desigualdades entre homens e mulheres no mercado de trabalho. Por isso, defendem o fortalecimento da licença-maternidade, da “licença parental”, além de assegurar creche em tempo integral e de qualidade, com horários compatíveis com as jornadas de trabalho parental. “Trabalhos iguais com salários iguais”, afirmou a Secretaria da Mulher da UGT, Maria Edna Ferreira de Medeiros. “A ideia é garantir a permanência das mulheres no mundo do trabalho”, frisou a secretária da Mulher Trabalhadora da CUT, Juneia Pereira. “Por isso, queremos mais mulheres nas políticas. Não podemos ser só 15% no parlamento”, disse Celina Alves Arêas, secretária nacional da CTB

Desenvolvimento

A pauta unificada também traz estratégia de desenvolvimento para reduzir as desigualdades, que passam, por exemplo, pela promoção da indústria nacional e pelo fortalecimento do estado brasileiro. “Queremos, no mínimo, aquele Brasil que se apresenta na Constituição Cidadã de 1988. Um país mais humano, que valoriza e fortalece o estado de bem-estar social”, destacou José Gozze, presidente da Pública, Central do Servidor.

Desse modo, os trabalhadores defendem o fortalecimento do orçamento público, a partir de uma estrutura tributária mais justa. “Não é possível continuar com um Estado que tira daqueles que têm pouco, para favorecer os que se dedicam a viver exclusivamente do sistema financeiro. Precisamos imediatamente transformar a tributação, taxando as grandes fortunas, os lucros e dividendos”, acrescentou Gozze.

Por fim, os representantes sindicais ressaltaram a necessidade de fortalecer a representação dos trabalhadores no Congresso Nacional. Mas, a mudança mais importante, de acordo com o presidente da UGT, Ricardo Patah, é “tirar Bolsonaro”. “Esse é o maior objetivo da Conclat, pois, resolvendo isso, o Brasil vai ser dos brasileiros”, ressaltou.

Histórico

A primeira edição da Conclat foi em 1981, em Praia Grande (SP), ainda durante a ditadura. Em 2010, parte das centrais organizou uma reedição no estádio do Pacaembu, em São Paulo, então com o mesmo objetivo de hoje. No 1º de Maio, o movimento sindical também terá manifestação unificada.

Fonte: Contraf-CUT