Categorias
Notícias da Federação

INSCRIÇÕES NO FÓRUM SOCIAL MUNDIAL

Termina dia 15 de novembro o prazo para a inscrição de atividades autogestionadas (seminários, oficinas, painéis, atividades culturais) no FSM de 2006. É importante não deixar para o último momento, pois o sistema costuma ficar lento devido ao aumento nos acessos.

Dúvidas sobre as inscrições devem ser encaminhadas ao e-mail: programa@forumsocialmundial.org.br

Fonte:

Categorias
Notícias da Federação

INSCRIÇÕES PRORROGADAS NO CONGRESSO DO GRUPO SANTANDER BANESPA

As inscrições de delegados para o 19º Congresso Nacional dos Trabalhadores do Grupo Santander Banespa e o 4º Congresso Unificado foram prorrogadas até amanhã (dia 10). O objetivo da prorrogação é aumentar o número de inscrições de delegados de base.

Fonte:

Categorias
Notícias da Federação

FINANCEIRAS:PROPOSTA APROVADA

Os funcionários das financeiras do Rio aprovaram em assembléia, na última segunda-feira, a proposta de acordo da Federação Nacional das Empresas de Crédito e Financiamento.

A proposta apresenta reajuste de salários e demais verbas de 7,5%, abono de R$ 650,00 (que deve ser pago até 30 de novembro) e Participação nos Lucros e Resultados de 80% do salário mais parcela fixa de R$ 600,0000 (que deve ser paga em uma vez até 14 de janeiro de 2006).

Fonte:

Categorias
Notícias da Federação

56 ANOS DO SEEB-NF

Será dia 25 de novembro, às 19h, a comemoração dos 56 anos de fundação do Seeb Nova Friburgo.

A presença deve ser confirmada até o dia 18 pelos tels 2522-7264/2523-2560 ou pelo e-mail seeb-nf@netflash.com.br

Fonte:

Categorias
Notícias da Federação

BRASÍLIA SEDIA ENCONTRO GLBT

De hoje até sexta-feira a Câmara dos Deputados, em Brasília, será a sede do XII EBGLT (Encontro Brasileiro de Gays, Lésbicas e Transgêneros), organizado pelo grupo Estruturação com o apoio de 18 entidades de todo o Brasil.

O evento pretende sensibilizar governantes e parlamentares sobre a importância da luta pelo respeito aos/às GLBT e discutir estratégias de aprovação, no Conselho de Direitos Humanos da ONU, da resolução que coloca direitos de homossexuais, bissexuais e transgêneros como direitos humanos. Além disso, serão abordados temas como Paradas do Orgulho GLBT; Segurança Pública; Educação para a diversidade; e a soma de esforços e colaboração com outros movimentos sociais.

A organização prevê a participação de 500 pessoas, o que torna o EBGLT desse ano o maior de toda a história.

A ONG Grupo Diversidade Niterói (GDN) estará presente no evento. Segundo o presidente Renato Marques, o encontro “é muito importante nesse momento. Com a questão do beijo gay [levantada pela novela América] a homossexualidade tem sido cada vez mais discutida na sociedade”. Renato lembra ainda que o EBGLT facilita o diálogo entre militantes de todo o país, inclusive do interior.


Os manifestantes entregarão ao Congresso Nacional um abaixo-assinado exigindo a votação da parceria civil registrada, organizado no Rio pelo GDN e em São Paulo pelo Grupo Corsa.

Presos – no Paraná onze integrantes de um grupo de “skinheads” que espalhava cartazes racistas pela capital. Quatro deles são menores. O grupo tem ligações em outros estados brasileiros e os presos são acusados de agredir um homossexual.

Fonte:

Categorias
Notícias da Federação

AÇÕES DOS BANCOS EM ALTA

As ações do setor bancário acumularam nos últimos doze meses a segunda maior valorização da Bovespa (64,16%,) e só perdem para as do ramo de transportes e serviços, que registraram alta de 233,86%. Na última quinta-feira, as ações do Bradesco atingiram o recorde de R$ 123,50 e as estimativas do mercado são de que Bradesco e Itaú registrem um crescimento de mais de 20% na concessão de crédito em 2006.

Fonte:

Categorias
Notícias da Federação

LUCRO DO BRADESCO BATE O RECORDE DO ITAÚ

Foi de R$ 4,051 bilhões o lucro líquido do Bradesco nos nove primeiros meses do ano. Além de superar os R$ 3,827 bilhões do Itaú no mesmo período, esse valor é o maior da história do setor financeiro no país, seja considerando apenas nove meses ou todo o ano. O recorde de um ano completo também era do Itaú (de R$ 3,925 bilhões, ajustados pelo IPCA, em 2004).

O balanço do Bradesco apresentou um aumento de 102,3% com relação ao mesmo período de 2004. Com isso, o valor de mercado do banco subiu 143,3%, indo de R$ 28,576 bilhões para R$ 51,6 bilhões.

Fonte:

Categorias
Notícias da Federação

Assinado acordo com a Fenaban

O Comando Nacional e os sindicatos de bancários do país assinaram, nesta segunda, 17, o acordo da campanha nacional com os bancos. Agora, as empresas têm até dez dias úteis para creditar o abono de R$ 1.700 e a primeira parcela da Participação nos Lucros e Resultados, PLR, de 40% do salário mais R$ 400. Além disso, têm de pagar as diferenças no salário e nas demais verbas retroativas a 1º de setembro.

A pedido da CNB/CUT e dos Sindicatos, alguns bancos aceitaram antecipar esse prazo. No Banco do Brasil (que tem PLR diferenciada), o crédito foi nesta segunda-feira. O ABN Real pagará a PLR e as diferenças salariais no dia 25. O Unibanco se comprometeu a depositar no dia 25 o abono e as diferenças salariais e, no dia 28, a PLR. No Itaú o compromisso é pagar tudo até o dia 27. No fechamento desta matéria, o Bradesco e outros bancos não haviam respondido.

Apesar da assinatura do acordo deste ano, continuam as negociações específicas. BB e Caixa têm reuniões marcadas para quarta, dia 19. Mas há diversos pontos a ser discutidos também nos bancos privados, e as comissões dos empregados estão agendando reuniões para estruturar suas atividades.

Fonte: CNB/CUT

Fonte:

Categorias
Notícias da Federação

Presidente do Bradesco mente e desrespeita os bancários

O presidente do Bradesco e presidente da Fenaban, Márcio Cypriano, despreza a desmerece a inteligência de seus funcionários, fazendo um comunicado, no mínimo desrespeitoso com todos aqueles que são explorados diariamente e que são os verdadeiros responsáveis pelo lucro do último semestre de R$ 2, 6 bilhões do banco: os bancários. O banco paga os menores salários do sistema financeiro e não oferece nada além do acordo coletivo.

Companheiros?

Em sua mensagem, Cypriano cumprimenta os empregados, a quem chama de “companheiros”. Desde quando banqueiro trata os bancários com o afeto e respeito que caracterizam companheirismo? Ele não faz a menor idéia do que representa o significado da camaradagem, da solidariedade, do companheirismo. Ao contrário. Tratou os funcionários do banco com violência e truculência policial, contratou jagunços armados, impôs pressão psicológica e assédio moral, ameaçou de demissão e entrou na Justiça com interditos proibitórios para tentar, em vão, impedir o nosso legítimo direito de greve.


Mentiras e desrespeito

Outra balela do comunicado do banco é da “preocupação com os clientes”. As pesquisas de opinião e as denúncias nos órgãos de defesa do consumidor mostram o contrário: a população é desrespeitada, fica mofando nas filas porque os banqueiros demitem e não contratam caixas suficientes. Os bancos descumprem a Lei Antifilas, cobram taxas abusivas e juros exorbitantes.
Cypriano desrespeita a categoria ao chamar o nosso movimento de “ações extravagantes” e mente quando diz que a greve foi realizada por “grupos isolados” e que utilizamos pessoas não pertencentes ao meio bancário. Não somos “grupos isolados”, mas representamos uma categoria extraordinária e sacrificada pelos bancos. Somos cerca de 400 mil trabalhadores em todo o Brasil. O Sindicato dos Bancários do Rio tem 75 anos de história de luta contra ditaduras. Muitos companheiros foram torturados e até mortos durante o regime militar, enquanto que os banqueiros apoiaram e sustentaram o golpe de 1964 e a ditadura.

Arbitrariedades|

Apesar da utilização de todos os artifícios arbitrários dos bancos, nós realizamos no Rio de Janeiro paralisação de 24 horas, de 48 horas para garantir um reajuste melhor do que os índices ridículos apresentados pelos banqueiros. Levamos umas das maiores delegações para o Encontro Nacional e, por fim, realizamos a maior greve do país. O “espírito de unidade” demonstrou mais uma vez na Campanha Salarial, mas não como sugere o banqueiro, que elogia supostos “fura-greves”, e sim pela realização de uma greve nacional que derrotou a intransigência da Fenaban e arrancou uma nova proposta. Os bancários não esqueceram que foi o senhor Márcio Cypriano e seus amigos banqueiros que queriam oferecer e tentaram impor à categoria uma proposta rebaixada. A nossa mobilização e a greve fizeram a Fenaban apresentar uma proposta melhorada no índice do reajuste, no abono e na PLR.
Tivemos avanços importantes, mas mereceríamos muito mais, não só pelo nosso trabalho diário, mas principalmente pelo tamanho de nossa mobilização. Isto tudo só foi possível com a participação de todos os bancários e bancárias, inclusive aqueles que sofreram o assédio moral, sendo ameaçados de seus empregos, justamente pelo banco que o Sr. Márcio Cypriano preside, o Bradesco.
Com R$ 2,6 bilhões de lucro em apenas seis meses, o Bradesco pode, e a Convenção Coletiva permite, pagar um reajuste e uma PLR maior e principalmente garantir os empregos de seus funcionários. Até porque o presidente do banco diz que o funcionário é “o maior patrimônio da empresa”.
Em nome de todos os funcionários do Bradesco e de toda a categoria, repudiamos, na íntegra, esse comunicado do presidente do maior banco privado do país. Os bancários, a população e, no fundo, os próprios banqueiros sabem que temos razão.




Vinícius de Assumpção

Presidente do Sindicato dos Bancários do Rio

Fonte:

Categorias
Notícias da Federação

Assembléia do Banestes será na próxima quinta-feira(27)

O Sindicato está convocando os funcionários do banco para uma assembléia no próximo dia 27, na sede da entidade, no Centro de Vitória, às 18 horas.

Em pauta, a ratificação das propostas da Convenção Coletiva de Trabalho específica do Banestes 2005/2006 e Convenções Coletivas de Trabalho Aditivas e da PLR, aprovadas na assembléia do último dia 18.

Fonte: Bancarios ES