Categorias
Notícias da Federação

Hoje tem negociação com a Fenaban em semana decisiva para a categoria

Hoje é dia de negociação, de tuitaço e de mobilização. Até agora, a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) não apresentou nada de bom para a categoria bancária nas negociações que começaram há quase um mês. Os representantes dos bancos se reúnem logo mais, às 14h, com o Comando Nacional [email protected] Bancá[email protected] para entregar uma nova proposta de negociação. À noite, sindicatos de bancá[email protected] de todo o país realizam assembleias e plenárias organizativas para decidirem o caminho dessa campanha.

Até agora, foi muito pouco. Os bancos começaram dizendo que dariam reajuste zero, sem aumento real, cancelariam a 13ª cesta e reduziriam a PLR, entre outros retrocessos. No sábado (22), modificaram um pouco: desistiram de acabar com a 13ª cesta e apresentaram nova proposta de PLR, ainda muito distante da reivindicação da categoria. Para hoje, prometem também apresentar propostas de regulamentação do teletrabalho. Vamos ver.

Tuitaço

O Comando Nacional da categoria marcou para hoje às 13h um tuitaço para pressionar os bancos a atenderem às reivindicações. Participe com a hashtag #QueroPropostaDecente. Após as negociações, haverá plenárias e assembleias organizativas em todos os sindicatos. Participe das mobilizações porque estamos em um momento decisivo! Ao final da reunião de negociação de hoje, você poderá saber as novidades pelo site. Acompanhe as negociações pelas nossas redes sociais.

Categorias
Notícias da Federação

Conferência Interestadual reúne 420 bancários

Realizada nesse sábado (04/07) por meio de videoconferência, a 22ª Conferência Interestadual dos Trabalhadores do Ramo Financeiro dos Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo, reuniu cerca de 420 participantes que aprovaram as teses e a chapa dos delegados que irão participar da 22ª Conferência Nacional a ser realizada nos dias 17 e 18 de julho de 2020 por videoconferência. Com início previsto para às 09h, a abertura da Conferência foi realizada pelo presidente da Fetraf RJ ES, Nilton Damião Esperança, onde em sua fala ressaltou a importância do movimento sindical estar unido para enfrentar a Campanha Nacional de 2020. “A força para enfrentar a campanha salarial está na união da categoria, de trabalhadores de bancos públicos e privados.” Essa foi uma das principais mensagens da 22ª Conferência Interestadual dos Bancários e Bancárias do Rio de Janeiro e do Espírito Santo realizada neste sábado, 4 de julho.

Pela primeira vez on line, o encontro foi transmitido também pelo YouTube. A tônica dos debates  recaiu sobre a necessidade de união frente ao projeto privatista e liberal do atual governo, totalmente comprometido com banqueiros e empresários e insensível às necessidades dos trabalhadores. Há consenso sobre a pandemia da Covid-19 ter aprofundando ainda mais um quadro de crise social já grave antes dela.

Os palestrantes convidados enriqueceram o debate. O economista Wellington Leonardo da Silva, diretor do Sindicato dos Economistas do Rio de Janeiro, assinalou, entre outros pontos, a precarização do trabalho, cujo maior símbolo hoje são os entregadores de aplicativos, totalmente vulneráveis. Convocou todos a resgatar a Constituição de 1988 e “desprivatizar o Estado”, hoje tomado por setores do mercado.

Patrícia Platieri, Técnica do DIEESE, apresentou o intenso declínio do Índice de Condições de Trabalho a partir do segundo semestre de 2015. Também pontuou a diferença entre teletrabalho – que precisa de um aditivo ao contrato de trabalho e não há controle da jornada – e home office – um regime eventual que não supõe acordo prévio.

Após as palestras e perguntas, as teses foram apresentadas pelas diversas correntes presentes. Ao final, foi eleita com 98% dos votos a delegação que representará RJ e ES na conferência nacional dos bancários. (Com informações da Fetraf RJ/ES e Imprensa do SEEB Rio)

Categorias
Notícias da Federação

Fetraf realiza Conferência Interestadual nesse fim de semana

Programação da 22ª Conferência Interestadual dos/as Trabalhadores/as do Ramo Financeiro dos Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo que será realizada nesse sábado, dia 04 de julho.

Abertura 9h –Breve saudação dos integrantes da Federação e Confederação (3 minutos cada) Centrais: CSP – CONLUTAS; CTB; CUT e INTERSINDICAL (5 minutos cada). – Coordenação Fetraf RJ/ES  – Max Bezerra

9h30 – Regimento Interno –  Coordenação Fetraf RJ/ES  – Max Bezerra

10h – Palestra: Wellington Leonardo da Silva (Vice-presidente da Associação de Economistas Latino Americanos e Caribenhos para o Cone Sul; Ex-presidente do Conselho Federal de economia 2018 e 2019; Conselheiro do Conselho Federal de Economia; Consultor em Planejamento Estratégico; Diretor do Sindicato dos Economistas do Rio de Janeiro) e Patrícia Pelatieri Técnica do Dieese/SP –  Coordenação Seeb Rio – Adriana Nalesso

I – Conjuntura Econômica e Política Mundial e seus impactos no mundo;

II – Reflexos no Brasil;

III – Decorrências para o mundo do trabalho depois da pandemia;

10h50 – Abertura para perguntas da plenária via Chat (2 blocos de 4 perguntas cada)

12h Centrais no Comando – Enfoque sobre eixos da Campanha Nacional – CTB; CUT e INTERSINDICAL. – Coordenação ES

12h30 –Apresentação das Propostas – Principais proposta – Coordenação Fetraf RJ/ES – Adilma Silva e/ou  Elizabeth Paradela

13h15 – Eleição de Delegados/as e Encerramento – Coordenação Fetraf RJ/ES –  Nilton Esperança

Categorias
Notícias da Federação

Comando Nacional e Fenaban debatem exames para todos os bancários

O Comando Nacional dos Bancários e a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) se reúnem, por videoconferência, na sexta-feira (26) para discutir a realização de exames de COVID-19 em todos os bancários do Brasil.

A reunião foi convocada após decisão favorável da Seção Especializada de Dissídios Coletivos do Tribunal à Ação Civil Pública, ajuizada pelo Sindicato dos Bancários de Guaratinguetá, com pedido de antecipação de tutela junto a Vara do Trabalho de Guaratinguetá pleiteando a concessão de medida liminar para a realização de exames nos bancários de sua base territorial, além dos funcionários terceirizados das agências bancárias e que testaram positivo para a doença ou que se afastarem por suspeita, como forma de evitar a contaminação e disseminação entre os demais funcionários e clientes.

O juízo de primeira instância indeferiu o pedido. Diante disso, o sindicato recorreu por meio de mandado de segurança ao Tribunal Regional do Trabalho da 15 Região em Campinas. Foi então que o desembargador sorteado para relatar o mandado de segurança deferiu a medida liminar pleiteada nos seguintes termos:

“Deferir a imediata testagem para o vírus Covid-19 para todos os bancários e colaboradores terceirizados das instituições envolvidas na Ação principal onde foram confirmados casos de contaminação e a cada 21 (vinte e um) dias, em todas as agências localizadas no território nacional, e pelo período em que tanto o Decreto Federal quanto os respectivos Decretos Estaduais e Municipais de isolamento social e de restrição das atividades comerciais vigorarem. Também defiro o reembolso a todos os trabalhadores envolvidos que realizaram ou vierem a realizar o teste do Covid-19 em laboratórios particulares.”

Porém, como o Santander conseguiu efeito suspensivo dos efeitos da medida liminar, o desembargador relator do processo de mandado de segurança do TRT/15ª estendeu essa decisão a todos os bancos. “Com a liminar, os efeitos estão suspensos para todos os bancos até o julgamento do agravo do Santander”, explicou o assessor jurídico da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), Jefferson Martins de Oliveira. Publicado no site da Contraf CUT

Categorias
Destaque Notícias da Federação

Campanha Nacional dos Trabalhadores em Financeiras

A Federação Interestadual das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Fenacrefi) retornou, na tarde desta quarta-feira (23), para a Comissão de Organização dos Financiários sobre a pauta de reivindicações, com data-base em 1 de junho, enviada no dia 10 de junho.

A Fenacrefi se comprometeu responder o documento na próxima semana, após reunião entre as financeiras, marcada para a próxima terça-feira (23).

Categorias
Notícias da Federação

Nota de pesar

Comunicamos com profundo pesar o falecimento no dia de hoje, da sra Aparecida Teixeira Esperança, mãe do Nilton Damião Esperança, presidente da FETRAF.

A diretoria envia suas condolências à Nilton e a sua família.

Categorias
Notícias da Federação

Principais pontos da Medida Provisória 927/2020

Com o objetivo de enfraquecer sindicatos e principalmente as negociações com os patrões, o governo federal lançou ontem mais uma MP , dessa vez no meio de uma crise sanitária sem precedentes. Com a pressão provocada pelas organizações da sociedade civil, o próprio presidente da república pediu que ela fosse retirada para correções nas cláusulas. Abaixo transcrevemos parecer do nosso jurídico produzido pelo Dr. Murilo Batista:

– Possibilidade de alteração do contrato de trabalho presencial para o teletrabalho e, posteriormente, o retorno ao trabalho presencial, independentemente de acordo individual ou coletivo:

PRINCIPAIS PONTOS DA MP  927:

– Disposições quanto à aquisição, manutenção ou fornecimento dos equipamentos tecnológicos, da infraestrutura necessária e reembolso de despesas arcadas pelo empregado no teletrabalho, deverão ser previstas em contrato escrito, firmado no prazo de 30 dias a contar da mudança de regime de trabalho;

– Possibilidade de antecipação das férias individuais, com adiamento do pagamento do terço constitucional para o dia 20 de dezembro. O pagamento das férias sem o terço poderá ser feito até o quinto dia útil subsequente ao início do gozo. A antecipação pode ser previamente comunicada ao trabalhador com 48h de antecedência. Não poderá ser inferior a 5 dias corridos. Poderão ser concedidas ainda que o período aquisitivo relativo a elas não tenha transcorrido. Períodos ainda futuros de férias poderão ser negociados mediante acordo individual escrito;

– Férias coletivas poderão ser realizadas, observada a notificação aos empregados com 48h de antecedência. Não são aplicáveis os limites máximos de períodos anuais, nem mínimo de dias corridos. Dispensa comunicação ao Ministério da Economia e aos sindicatos representativos da categoria profissional;

– Poderá haver antecipação do gozo de feriados não religiosos federais, estaduais, distritais e municipais, por escrito ou por meio eletrônico. Deve haver notificação por escrito ou por meio eletrônico aos empregados, com antecedência mínima de 48h. Indicação expressa dos feriados aproveitados nessa notificação. O aproveitamento de feriados religiosos dependerá da concordância do empregado, mediante manifestação em acordo individual escrito;

– Poderão ser interrompidas as atividades pelo empregador e constituído banco de horas por meio de ACT ou acordo individual escrito para a compensação de jornada em até 18 meses, contados da data de encerramento da calamidade pública. Será feito por prorrogação de até 2h diárias, não podendo exceder 10h diárias;

– Durante o estado de calamidade, estão suspensos os exames médicos ocupacionais, clínicos e complementares, exceto os exames demissionais. O exame demissional poderá ser dispensado se tiver sido feito exame médico ocupacional há menos de 180 dias;

– Durante o estado de calamidade pública, o contrato de trabalho poderá ser SUSPENSO por até 4 meses para participação do empregado em curso ou programa de qualificação profissional à distância, oferecido pelo empregador (diretamente ou por meio de entidades responsáveis pela qualificação). Independe de ACT ou CCT. Será acordada individualmente e registrada em CTPS;

– SUSPENSÃO DA EXIGIBILIDADE DO RECOLHIMENTO DE FGTS referente aos meses de março, abril e maio de 2020, com vencimento em abril, maio e junho, respectivamente. O recolhimento dessas competências poderá ser parcelado, sem incidência de multa, juros e dos encargos previstos na Lei do FGTS. O pagamento será feito em até 6 parcelas mensais, com vencimento no sétimo dia de cada mês, a partir de JULHO DE 2020. Para usufruir do benefício, o empregador deverá comunicar as informações até junho de 2020, nos termos da Lei do FGTS e do Decreto 3.048/99. Os valores não declarados serão considerados em atraso;

– ACT’s e CCT’s vencidos ou vincendos no prazo de 180 dias, contados da data de entrada em vigor da MP, poderão ser prorrogados pelo prazo de 90 dias, a critério do empregador, após o termo final deste prazo.

Categorias
Notícias da Federação

Federação e Sindicatos fazem ações em defesa da saúde dos bancários

Petrópolis – Diretores do sindicato dos bancários, realizaram manifestações durante o dia de ontem nas agências bancárias de Petrópolis.
Diante das medidas tomadas pela prefeitura de Petrópolis que por decreto fechou escolas, cinemas, teatros e academias, o sindicato
protocolou documento solicitando o fechamento das agências bancárias.
Segundo dados do governo estadual, os casos suspeitos na cidade já passam de quinze.
Espírito Santo – O sindicato enviou correspondência para o governador Renato Casagrande solicitando o fechamento de todas as agências bancárias no estado.
Três Rios – O presidente Nilton Damião entregou proposta ao prefeito da cidade pedindo o fechamento das agências. O prefeito
ficou de encaminhar ao Comitê de Crise que acompanha as questões relativas ao Coronavirus. Por decisão da prefeitura, o comércio teve
alteração no horário de atendimento ao público .
Fetraf – A Federação reforçou as ações sindicais no estado enviando correspondência ao governador.

Categorias
Notícias da Federação

Fetraf/RJ-ES discute remoções compulsórias na GEPES-Rio

Na última sexta-feira(1º/11/2019), representantes de todos os sindicatos do estado do
Rio de Janeiro, contando com a presença do Presidente da FETRAF-RJ/ES, Nilton Damião,
participaram de encontro na GEPES-RIO, gerência responsável pela gestão de pessoas dos
funcionários do Banco do Brasil, em que foi apresentada a nova formatação e política da
instituição para o funcionalismo, visando melhorar o atendimento aos funcionários que vêm ao
longo dos anos se sentindo sem o devido acesso a canal de comunicação  com a
empresa, principalmente, nas bases que se encontram mais afastadas da capital,
conforme apontaram os presidentes de sindicatos do interior.
Coordenado pelos representantes da Comissão de Empresa do Banco do Brasil, Danilo
Funke e Rita Motta, o encontro apresentou também a nova Gerente Geral da GEPES-RIO,
Juliana Martino e a equipe de assessores, que irão administrar as questões ligadas ao
funcionalismo divididas em carteiras por prefixos e regiões.
O encontro também foi de suma importância para se buscar solucionar um outro
impasse gerado pelas remoções compulsórias, que vem causando grande descontentamento
por parte dos funcionários, além da crítica dos dirigentes às convocações com caráter
ameaçador dos funcionários que se encontram afastados por licença interesse.
Apesar do clima solícito e da boa recepção das demandas  pelos
representantes do Banco do Brasil apresentadas pelos sindicatos, devido às tensões geradas
pelas remoções que estariam prejudicando demais os funcionários que são informados que
serão transferidos imediatamente dos seus postos, foi apontado pelo Presidente da FETRAF-
RJ/ES, Nilton, a preocupação do aparente desrespeito ao combinado entre o banco e os
representantes do trabalhadores, em que ambas as partes se comprometeram no último
acordo coletivo, de que o “acordado prevaleceria” inclusive diante de novas regras
apresentadas posteriormente que gerassem futuros impasses.
Segundo constatação de alguns dirigentes, há funcionários que terão que se deslocar
para novos ambientes de trabalho com mais de 100km de distância, inclusive apontando vários
casos concretos da preocupação de funcionários em relação aos filhos, que em final de ano
letivo, tendo que mudar de cidade repentinamente, ficariam muito prejudicados.

Assim, ficou acordado que até a próxima sexta-feira(08/11/2019), os membros
da CEBB-RJ/ES farão o levantamento das demandas, avaliação de possíveis distorções nas
remoções e apresentarão sugestões de soluções para os casos concretos, buscando o
entendimento através do diálogo, para que não seja necessário tomar medidas judiciais para
garantir os direitos dos trabalhadores como ocorreu em outros estados.

Categorias
Notícias da Federação

Paulo Garcez : missa de sétimo dia

É com todo pesar que a FetrafRJ/ES recebeu na manhã desta terça-feira (8), a triste notícia da morte do companheiro Paulo Roberto dos Santos Garcez, secretário Geral da Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro do Rio de Janeiro e Espírito Santo, membro da Comissão de Organização dos Empregados e funcionário do Banco Santander.

O enterro ocorreu  no Cemitério de Mesquita.

A missa de sétimo dia está marcada para dia 15, terça-feira, às 12h e 15 minutos, na Igreja de Santa Rita, Centro do Rio.