Categorias
Destaque

Calcule a 2ª parcela da PLR pelo simulador da Fetraf RJ/ES

Pelo simulador disponibilizado pela Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro dos Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo (Fetraf RJ/ES), bancários e bancárias podem calcular quanto irão receber na segunda parcela de sua PLR.

Enquanto o dinheiro não cai na conta, aproveite e faça uma simulação. Acesse nosso Instagram (https://www.instagram.com/p/C3VhNPwLIBs/?igsh=amk4OXAzNnRmMDJ2) e calcule.

IMPORTANTE: o valor calculado é uma simulação, ou seja, uma expectativa aproximada do que será creditada na conta do trabalhador. Não se trata de um valor preciso.

Não deixe de compartilhar a notícia com seus colegas da categoria bancária.

Juntos somos fortes!

Categorias
Destaque Notícias dos Sindicatos

Sindicato dos Bancários do Espírito Santo completa 90 anos de lutas

Nesta sexta-feira, 12 de janeiro, o Sindicato dos Bancários do Espírito Santo (Sindibancários-ES), filiado à Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro dos Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo (Fetraf-RJ/ES), completa 90 anos de lutas em defesa da categoria bancária.

São 9 décadas de existência e resistência de uma entidade comprometida com a vida dos bancários e bancárias capixabas.

Uma entidade aliada à luta da classe trabalhadora e dos movimentos populares.

HISTÓRIA

O Sindicato dos Bancários do Espírito Santo foi fundado em 12 de janeiro de 1934, ainda sob o nome “Sindicato dos Bancários de Vitória”, que depois viria a abranger todo o Estado.

A entidade representa milhares de trabalhadores de bancos públicos e privados que atuam em todos os municípios capixabas.

SUBSEDES

O Sindicato possui outras três subsedes que ficam em Colatina, Cachoeiro de Itapemirim e Linhares, compreendendo todo o Espírito Santo. O Sindicato possui também um Centro Sindical, utilizado em assembleias, eventos culturais e esportivos.

 

Categorias
Destaque Notícias da Federação

Fetraf RJ/ES envia ofício à Febraban solicitando explicações sobre Itaú e Bradesco

Na última segunda-feira, 8 de janeiro de 2024, a Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro dos Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo (Fetraf RJ/ES), que representa os Sindicatos dos Bancários de Angra dos Reis e Região, Baixada Fluminense, Espírito Santo, Itaperuna e Região, Macaé e Região, Nova Friburgo e Região e Três Rios e Região, enviou ofícios à Federação Brasileira de Bancos (Febraban), com cópia para os bancos Itaú e Bradesco, solicitando que sejam esclarecidas as denúncias de que, em algumas agências de sua base, dos bancos citados, usuários do sistema financeiro não estavam sendo atendidos por não serem correntistas do banco.

Além disso, solicitou explicações para as denúncias de que bancários e bancárias do Bradesco estão tendo a marcação de suas férias atrelada ao desempenho nas metas, ficando o mês de janeiro para os trabalhadores com melhor desempenho, e o restante com opção de escolha de 3 (três) datas sugeridas pelo banco.

No dia seguinte, 9 de janeiro, os bancos responderam diretamente ao Presidente da Fetraf RJ/ES, Nilton Damião Esperança, informando que nenhuma das duas práticas é orientação institucional do banco. E pediu que os sindicatos orientem bancárias e bancários a denunciarem, informando em que agências estão ocorrendo essas práticas, para que o banco tome as devidas providências.

No caso de agências bancárias não estarem realizando operações para não correntistas, os sindicatos devem apurar as denúncias e, posteriormente, informar aos órgãos fiscalizadores.

“Acho muito importante a pronta resposta que os bancos nos deram. Isso passa a responsabilidade para os regionais e para os gestores que, assim, poderão ser cobrados pelos seus respectivos sindicatos.”, declarou Nilton Damião.

Categorias
Destaque Notícias da Federação

Sindicatos da base da Fetraf RJ/ES protestam contra as demissões no Itaú

Nesta quinta-feira, 16 de novembro, Sindicatos de base da Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro dos Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo (Fetraf RJ/ES), realizaram o Dia de Luta do Banco Itaú, em protesto contra as demissões e fechamento de agências, promovidos pela instituição financeira.

Além disso, os sindicatos se manifestaram contra o assédio, cobranças excessivas, a sobrecarga de trabalho e sobre o adoecimento que, cada vez mais, afasta bancárias e bancários de seus postos de trabalho.

Foram distribuídos panfletos informativos, tanto para os funcionários do Itaú, quanto para os clientes e usuários das agências.

“Neste Dia de Luta dos bancários e bancárias da base da Fetraf RJ/ES, queremos denunciar o absurdo que são essas demissões, sem justificativa, em massa. Repudiamos estas ações do banco, já que muito dos lucros obtidos, é e foi graças aos trabalhadores. Não descartamos, num futuro próximo, paralisações nas agência. Parabenizo cada Sindicato da nossa Federação, que se mobilizou e mostrou que juntos somos fortes.”, comentou sobre os atos, Nilton Damião Esperança, Presidente da Fetraf RJ/ES.

LUCRO DE R$ 26 BILHÕES EM 2023

O Itaú Unibanco obteve lucro líquido recorrente gerencial – que exclui efeitos extraordinários – de R$ 26,217 bilhões nos nove primeiros meses de 2023, montante 13,4% maior em relação ao mesmo período de 2022. Apenas no terceiro trimestre, o resultado foi de R$ 9,04 bilhões, um crescimento de 3,4%, frente aos R$ 8,74 bilhões registrados nos três meses imediatamente anteriores.

DEMISSÕES

Mesmo com esses resultados, o banco fechou 1.082 postos de trabalho em 12 meses. No trimestre, foram 881 vagas extintas. O grupo fechou 180 agências físicas no Brasil em 12 meses e 31 em três meses. Nesse mês, o Itaú tinha 2.608 unidades no país.

QUEM LUCRA, NÃO DEMITE!

*confira mais fotos em nossas redes sociais 

Categorias
Destaque

Movimento Sindical Bancário lança pesquisa para conhecer doenças dos trabalhadores

O Movimento Sindical Bancário, através da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), em conjunto com pesquisadores do Instituto de Psicologia da Universidade de Brasília (UNB), está lançando a pesquisa “Avaliação dos Modelos de Gestão e das Patologias do Trabalho Bancário”. O objetivo é analisar a relação entre os modelos de gestão adotados pelos bancos e o adoecimento dos trabalhadores do ramo financeiro. A pesquisa, que é mais uma ação da Campanha Menos Metas, Mais Saúde, busca a participação ativa da categoria.

Serão analisadas condições profissionais, divisão do trabalho, as regras formais, o tempo, o ritmo, o controle e as características das tarefas; condições físicas de trabalho: a infraestrutura, tais como ambiente físico, qualidade do posto de trabalho, equipamentos e materiais, como os aplicativos e sistemas; e condições sociais, relações socioprofissionais de trabalho, como as interações hierárquicas, coletivas intra e intergrupos e externas presencial e virtual.

Mauro Salles, secretário de Saúde da Contraf-CUT, explica que a ação busca o aperfeiçoamento das ferramentas do movimento sindical bancário para contrapor os repetidos argumentos patronais de isenção quanto ao adoecimento da categoria, frente a um crescente número de casos. “A participação dos trabalhadores é fundamental, pois suas respostas contribuirão diretamente para a construção de um ambiente de trabalho mais saudável no setor bancário. Com base nas respostas, análises e estatísticas serão realizadas para identificar problemas e propor soluções. O resultado será um relatório técnico que guiará ações sindicais e organizacionais para combater riscos psicossociais e promover a saúde de todos os envolvidos”.

Como responder

A pesquisa estará disponível até o dia 31 de outubro de 2023. Os interessados em participar podem clicar aqui.

“É importante que os dirigentes sindicais divulguem nossa pesquisa massivamente, compartilhando o link para a categoria por meio de grupos de mensagens (WhatsApp ou Telegram) ou SMS, via e-mail ou, de forma mais ampla, nos meios de comunicação do seu sindicato”, orientou Mauro.

O questionário da pesquisa leva, em média, 20 minutos para ser totalmente respondido e, além das perguntas relacionadas ao ambiente físico de trabalho, busca registrar a ocorrência de adoecimento, inclusive mental, eventuais acompanhamentos médicos, uso de medicação e afastamentos do trabalho.

Todas as respostas coletadas serão preservadas com a garantia de sigilo e direcionadas automaticamente aos pesquisadores envolvidos, que terão a tarefa de estabelecer as métricas das amostras por região, por estados da federação, por indicadores socioeconômicos (sexo, escolaridade, idade, raça, escolaridade, estado civil, cargo, forma de contratação e por banco).

“É muito importante que todos os trabalhadores do ramo financeiro participem para conseguirmos estabelecer novos patamares para as negociações e melhorias nas condições de trabalho da categoria”, finalizou Mauro.

PARTICIPE!

*com informações da Contraf-CUT

Categorias
Destaque Notícias da Federação Notícias dos Sindicatos

Fetraf RJ/ES realiza importante seminário sobre a Reforma Sindical

A Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro dos Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo (Fetraf RJ/ES), através da Secretaria de Assuntos Jurídicos e Trabalhistas, irá realizar o Seminário “Reforma Sindical: O futuro dos sindicatos no Brasil”.

O evento presencial será realizado no dia 17 de outubro, das 9 horas às 16 horas, no auditório da Fetraf RJ/ES (Av. Graça Aranha, 19/901 – Centro / Rio de Janeiro), e é aberto para todos e todas as dirigentes sindicais da base da Federação.

INSCRIÇÕES

As inscrições irão até o dia 13 de outubro (sexta-feira). Para solicitar sua participação, entre em contato através das redes sociais da Fetraf RJ/ES ou, para maiores dúvidas, através do telefone/whatsapp: (21) 98220-1596.

PALESTRANTES

Paulo Jäger – Economista; Mestre em Estudos Populacionais e Pesquisas Estatística e Estudos Socioeconômicos Sociais (pela Escola Nacional de Ciências Estatísticas do Rio de Janeiro); Supervisor Técnico do Escritório Regional do DIEESE do Rio de Janeiro.

Normando Rodrigues – Bacharel (UFRJ) e Mestre em Ciências Jurídicas e Sociais (UFF); especialista em normas internacionais do trabalho; integrante do Coletivo Jurídico da CUT e assessor jurídico da FUP.

Fausto Augusto – Mestre e Doutor em educação e sindicalismo (USP); atual diretor técnico e ex-coordenador do setor de educação e pela escola de ciências do DIEESE; ex-assessor da CUT em relações, inovações tecnológicas do setor público e mesas de trabalho e negociação permanente.

O SEMINÁRIO

O Seminário “Reforma Sindical: O futuro dos sindicatos no Brasil”, tem o objetivo de analisar a necessidade de reforma e discutir possíveis mudanças, buscando fortalecer a representatividade dos trabalhadores, das trabalhadoras e dos Sindicatos, assim como melhorar as condições de trabalho e a negociação coletiva.

Durante o seminário, será debatido o contexto antes e pós reforma trabalhista de 2017; os desafios enfrentados e os impactos esperados com uma possível reforma sindical. Serão abordadas questões como a liberdade sindical, organização sindical por setor ou ramo de atividade econômica como forma agregadora; o financiamento e reorganização patrimonial das entidades e as prerrogativas necessárias para integrar o sistema de negociação coletiva conforme o PROJETO DE VALORIZAÇÃO DO SISTEMA SINDICAL E DA NEGOCIAÇÃO COLETIVA, construído em conjunto pelas principais Centrais Sindicais.

A sua participação é muito importante neste debate. PARTICIPE!

INFORMAÇÕES

Dia: 17/10/2023 (terça-feira)

Horário: 9h às 16h

Local: Auditório da Fetraf RJ/ES (Avenida Graça Aranha, 19/ 901 – Centro – Rio de Janeiro)

Categorias
Destaque Notícias da Federação

Curso de Formação Sindical da Fetraf RJ/ES e Contraf-CUT tem presença expressiva de dirigentes sindicais

Nos dias dias 15 e 16 de Setembro, foi realizado pelas Secretarias de Formação da Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro dos Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo (Fetraf RJ/ES) e da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), o curso “Formação Sindical: Introdução à História do Movimento Sindical e as Ferramentas de Luta – Módulo I“.

O evento, voltado para todos os dirigentes sindicais da base da Federação, principalmente, para novos e novas dirigentes, ou que ainda não tinham participado de atividades formativas, ocorreu na Sede da Fetraf RJ/ES, no Centro do Rio de Janeiro, com participação expressiva de dirigentes sindicais.

Representantes dos sete Sindicatos filiados à Federação estiveram presentes: Angra dos Reis, Baixada Fluminense, Espírito Santo, Itaperuna, Macaé, Nova Friburgo e Três Rios.

A Contraf-CUT esteve representada pelo Secretário de Formação, Rafael Zanon, e do Professor de História e Formador da entidade, José Luis Vasquinho Paredes.

Uma convidada especial também participou do evento: Nair Jane Lima, que já foi Presidenta do Sindicato das Trabalhadoras Domésticas do Rio de Janeiro. Nair, que veio acompanhada de Maria Ferreira, Vice-Presidenta do Sindicato das Trabalhadoras Domésticas de Nova Iguaçu e Baixada Fluminense (SinDomésticas – NI), falou de sua trajetória, dos tempos difíceis vividos na ditadura e deixou todos os presentes encantados.

O CURSO

Os temas debatidos neste primeiro módulo são voltados para a atuação sindical da categoria e para o entendimento da economia. O conteúdo contempla vários momentos da história sindical e do movimento bancário. O programa também inclui ferramentas de ação, inclusive as mais modernas, como redes sociais, com incentivo ao seu uso.

O curso utiliza a metodologia que tem como base os estudos de Paulo Freire e Lev Vygotsky e tem como percurso a construção do conteúdo realizada de forma interativa, a partir da mediação do formador, com a utilização de diferentes estratégias educativas, a partir de debates direcionados, textos, vídeos, informações e depoimentos orais, com a participação ativa dos dirigentes inscritos no curso.

O Presidente da Fetraf RJ/ES, Nilton Damião Esperança, falou sobre a importância do curso. “Temos que valorizar cursos como esse, pois engrandecem demais os participantes e, consequentemente, os Sindicatos de suas bases. Sabermos como ajudar a estruturar a atuação sindical e a mobilizar a categoria, é de grande valor.”

SEXTA-FEIRA (15/9)

Na sexta-feira, Nilton Damião abriu o evento ao lado de da Diretora de Formação Sindical , Elizabeth Paradela, e de Rafael Zanon, e Rafael Zanon. Depois, foi exibido um vídeo da Presidenta da Contraf-CUT, Juvandia Moreira, falando da importância do curso e saudando os participantes.

No restante do dia, José Luis Vasquinho ficou responsável por conduzir o curso, explicar conteúdos, e propor aos dirigentes algumas dinâmicas interativas e em grupo. Abordando, sempre, assuntos ligados aos Sindicatos e sua história.

No fim da tarde, Nair Jane abrilhantou o dia com sua participação, deixando todos emocionados com sua história de vida, sua trajetória de lutas e sua força.

SÁBADO (16/9)

No sábado, encerramento do curso, foram abordados temas relacionados às ferramentas de luta ao logo da história e, também, contemporâneas, como as redes sociais. Também houveram debates sobre Inteligência Artificial e sobre a ética na comunicação digital.

*confira mais fotos em nossas redes sociais

Categorias
Destaque Últimas Notícias

Reajuste da categoria bancária será de 4,58%

Com a divulgação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) acumulado entre setembro de 2022 a agosto de 2023 (4,06%), somado ao aumento real conquistado na campanha nacional do ano passado (0,5%), o reajuste nos salários e em todas as verbas econômicas da categoria bancária será de 4,58%. A insistência dos bancos na retirada de direitos dos trabalhadores era tão grande, que houve negociações específicas que se prolongaram mesmo após a apresentação da proposta final na mesa única da Fenaban. *com informações da Contraf-CUT

Categorias
Destaque Notícias da Federação Notícias dos Sindicatos

Sindicatos realizam Dia Nacional de Luta: A vida acima do lucro

Sindicatos da base da Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro dos Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo (Fetraf-RJ/ES), e de todo o país, realizaram atos nesta terça-feira, 12 de setembro, no Dia Nacional de Luta “A Vida Acima do Lucro”.

Esta ação faz parte da campanha permanente da Contraf-CUT, intitulada “Menos Metas, Mais Saúde”. O objetivo principal da iniciativa é chamar a atenção para a importância da saúde mental e física dos trabalhadores, especialmente aqueles que atuam em um setor desafiador e sob constante pressão, como o financeiro.

“A categoria bancária está adoecida. Essa é a verdade. E essas manifestações mostraram a força e a influência que temos quando vamos para as ruas. Não podemos fingir que nada está acontecendo com nossos trabalhadores e trabalhadoras que, boa parte, tem usado remédio para trabalhar.”, comentou Nilton Damião Esperança, Presidente da Fetraf RJ/ES.

O mês de setembro é conhecido como Setembro Amarelo, dedicado à prevenção ao suicídio. Neste contexto, os sindicatos de bancários escolheram essa data para destacar os desafios enfrentados pelos trabalhadores do setor, em relação à sua saúde mental e emocional.

As atividades do Dia Nacional de Luta foram variadas e incluíram manifestações presenciais e online. No ambiente virtual, a hashtag #AVidaAcimaDoLucro rapidamente se tornou um dos assuntos mais comentados do dia, no Twitter, demonstrando a relevância do tema e a solidariedade de milhares de pessoas em todo o país.

A campanha “Menos Metas, Mais Saúde” defende uma abordagem mais equilibrada para a avaliação do desempenho dos trabalhadores bancários, priorizando sua saúde e bem-estar em vez de metas excessivamente rigorosas. Os sindicatos bancários acreditam que a pressão constante por metas agressivas contribui para o estresse e os problemas de saúde mental enfrentados pelos profissionais do setor.

A mobilização nacional também ressalta a importância do suporte psicológico, do diálogo aberto sobre saúde mental e do combate ao assédio moral nos locais de trabalho. Os sindicatos estão empenhados em promover mudanças positivas nas condições de trabalho dos bancários e na cultura corporativa das instituições financeiras.

*confira mais fotos em nossas redes sociais

Categorias
Destaque

Justiça manda Caixa incorporar gratificação de função aos salários

Uma decisão da 3ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região determina que a Caixa Econômica Federal incorpore as gratificações de funções exercidas por mais de 10 anos aos salários das empregadas e empregados que tenham sido admitidos até 9 de novembro de 2017, quando a Caixa revogou o normativo RH 151, dois dias antes da reforma trabalhista entrar em vigência.

A Caixa ainda pode interpor recurso de revista ao TST.

O RH 151 era uma norma interna que estabelecia as condições para a incorporação de função e a decisão, nos autos do processo 0001646-12.2017.5.10.0013, aberto pela Contraf-CUT, tendo como coautoras as federações estaduais e regionais a ela ligadas, a exemplo da Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro dos Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo (Fetraf RJ/ES), contempla o entendimento das autoras de que a Caixa feriu o direito adquirido dos empregados, ao revogar o normativo com a intenção de extirpar o direito dos empregados à incorporação da gratificação de função, quando há dispensa da função sem justo motivo (por interesse da administração).

Os admitidos até a data limite (9/11/2017) que ainda não completaram 10 anos na função, mas vierem a completar, também terão direito à incorporação.

A decisão

Segundo a decisão da 3ª Turma do TRT10, “as regras previstas no RH 151 referentes ao adicional de incorporação foram incorporadas ao contrato de trabalho de todos os empregados substituídos que tenham sido admitidos até 9/11/2017”. Os desembargadores continuam: “Melhor explicando: cada trabalhador substituído que tenha sido contratado até 9/11/2017, no momento em que completar dez anos de exercício de função gratificada, fará jus ao adicional de incorporação, devendo ser observados os critérios para pagamento estabelecidos no RH 151.”